BRINCANDO SE FORTALECE VÍNCULOS FAMILIARES!

Não se pode levar tudo ao pé da letra! Você já ouviu essa frase? Costuma brincar com os amigos, nos finais de semana? Se faz presente nas brincadeiras com seus filhos (a)? Existe algum momento de sua infância que você sente saudade? Este final de semana estava em um local da cidade e observei alguns pais brincando com seus filhos em uma enorme piscina de bolinhas e o que não se imagina é que eles se divertem mais do que os pequenos.

A criança que existe dentro de cada um, desperta e surpreende. Percebi uma interação, um sorriso, uma alegria contagiante em alguns momentos que há tempos não se vê. São pequenos momentos que deveriam ser uma constante na vida das pessoas e infelizmente não é!

A correria do dia a dia, os compromissos, o estresse, os aparelhos eletrônicos em alguns momentos pareciam não existir…..Claro que aquela foto para registrar o momento não faltou, mas em alguns instantes aquela imagem gostosa de sorrisos, brincadeiras, interação, amor e alegria foi à marca deste dia tão especial.

As brincadeiras são fundamentais para as crianças conhecerem, experimentarem e entenderem o mundo.  Além de contribuir para o desenvolvimento das habilidades motoras, raciocínio lógico, linguagem, imaginação, emoções, socialização e autoestima entre vários benefícios.  A participação dos pais nesse processo lúdico é fundamental, estes são moldadores do desenvolvimento de seus pequenos.

A brincadeira entre pais e filhos fortalece os vínculos, estabelece uma linguagem saudável e afetuosa, a compreensão as regras as quais as crianças são expostas, reforça a compreensão de mundo, ou seja, une-se o útil ao agradável. As brincadeiras também são instrumentos para que os pais conheçam melhor seus filhos, uma atividade extremamente benéfica. Neste processo o adulto vivencia muitas vezes etapas da infância que foram esquecidas e esse resgate favorece e equilibra a relação entre pais e filhos que se torna contagiante e todos viram criança.

Ser criança é a melhor fase da vida, não acelere esse processo com seu filho, respeite o tempo da criança, criança precisa ser criança, mas não se pode deixar de estabelecer as regras, como também ela precisa aprender a lidar com as frustrações.  Nunca se brinca só por brincar, em uma simples brincadeira se observa muita coisa e o mais importante se aprende com isso, e aprender brincando é a melhor coisa.

Infelizmente não podemos deixar de destacar algumas infâncias traumáticas crianças reprimidas, crianças que sofreram abusos na infância, deixaram adormecer esse lado e quando chegam à fase adulta tem uma enorme dificuldade em lidar com algumas questões emocionais e isso precisa ser tratado. Tudo que incomoda precisa ser analisado com seriedade e investigado para não se estabelecer um diagnóstico errado. Não tenha vergonha de procurar ajuda, procure um especialista.

Veja o lado bom da vida procure curar as feridas da alma, seja um bom amigo, um bom profissional, um bom pai, um bom esposo, um parceiro de si mesmo, procure ajuda para curar o que te faz mal e seja feliz, brinque, sorria!

Dicas De Bem Com a Vida

  • Não leve tudo ao pé da letra;
  • Relaxe;
  • Interaja com seus filhos;
  • Brincar faz bem para a mente, o corpo e o espírito;
  • Não deixe morrer a criança que existe em você;
  • Você é o senhor do seu tempo, aproveite;
  • Viva bons momentos e faça deles um oxigênio para sua existência;
  • Observe com carinho as oportunidades que a vida lhe oferece, principalmente em familia;
  • Sorria, não só quando esta sendo filmado, mas sempre!

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Deixe uma resposta