HIPOCONDRIA

Você é daqueles que quando sente uma dor de cabeça já acha que é um tumor ou uma doença grave? Você sofre por antecipação com algum sintoma, achando que vai morrer ou que tem algo muito grave? É muito comum encontrar pessoas que falam de doenças, de novos lançamentos de remédios, novos exames, mas quando isso se torna exagerado é preocupante.

A hipocondria é a preocupação excessiva com alguma doença física,a pessoa acredita ser portador de uma doença grave e toda a vida da pessoa gira em torno disso. Essa obsessão invade a mente e compromete o raciocínio normal com ideias de doença. O indivíduo se imagina doente e se identifica com os sintomas descritos por outra pessoa doente e passa a considerar que tem a mesma doença. Cada mal estar que sente, só vem a comprovar o que acha que se tem.Se tem uma simples dor de cabeça, já acha que tem um tumor, uma doença terminal, costuma sempre duvidar do diagnóstico médico quando seus exames não comprovam a doença que ele acha que tem.

E para qualquer lugar que se queira ir procura logo saber se tem hospital por perto, porque se algo acontecer com ele quer ter a certeza que será socorrido. E não se da conta que esta hipocondríaco. Ele acredita na doença que acha que tem.

Inconscientemente pode ser uma fuga, uma forma de chamar atenção.O hipocondríaco sofre muito com tudo isso, na realidade é um grito de socorro inconsciente, ou seja, ele esta carente de atenção e talvez tenha aprendido de forma distorcida na infância como ter atenção.

É preciso analisar em que contexto este paciente esta inserido, o papel do médico mesmo em pronto atendimento é extremamente importante para não deixar despercebido uma queixa real. O temor de procurar um profissional da saúde mental impede muitas vezes o paciente a procurar ajuda e com isso contribui para o adoecimento é importante frisar que quanto mais precoce detectar o problema, melhor. A princípio o tratamento é a terapia, em casos graves o acompanhamento psiquiátrico é fundamental, onde esse paciente poderá fazer uso de medicamentos.

Existem alguns fatores desencadeantes que podem contribuir para o adoecimento, um deles é após uma experiência traumática de ter passado por uma doença grave e a partir deste episódio ficar tentando se proteger de uma nova doença, como também pode ter cuidado de alguém da família que sofreu muito com uma doença e passa a observar melhor seu corpo, com um cuidado exagerado para não adoecer. Em alguns casos também se observou uma carência enorme de afeto, onde a doença é um motivo para se ter a atenção, se sentir amado.

Um fator preocupante é a automedicação um risco que leva ao abuso de substâncias químicas e consequentemente a dependência.Portanto é importante uma avaliação clínica rigorosa a respeito da sintomatologia e havendo a necessidade será feito o encaminhamento do paciente ao psiquiatra e psicólogo, mesmo os hipocondríacos podem desenvolver uma doença. Por isso é importante a investigação e atenção dos médicos nesse processo.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Não procure doenças;
  • Abra mão de pensamentos negativos;
  • Não sofra por antecipação;
  • Para aliviar a ansiedade e o estresse pratique a meditação ou yoga;
  • Não tome medicamentos sem prescrição médica;
  • Consulte seu médico regularmente;
  • Converse com pessoas que levante seu astral;
  • Pratique exercícios físicos;
  • Confie no seu médico;
  • Se não conseguir lidar com tudo isso procure um psicólogo.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Deixe uma resposta