DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS – DOR ONDE NÃO DÓI !

Você já deve ter procurado um médico achando que esta muito doente, fez vários exames e o resultados é negativo! O médico diz que você não tem nada que é coisa da sua cabeça. E a dor não passa, o corpo dói, a cabeça dói, tudo dói. Uma dor que você não sabe de onde vem.

Talvez você não lembre, mas é provável que tenha passado por um momento de grande tensão ou um grande aborrecimento, uma decepção ou até mesmo se culpa por algo que deveria ter feito e não fez, ou seja, você tem dificuldade em exteriorizar isso e esse sentimento acaba afetando seu bem estar e seu equilíbrio emocional.

Quando a boca cala o corpo fala e o corpo sente o corpo fala. Isso é muito comum nos dias de hoje, onde as pressões principalmente no ambiente de trabalho estão em alta.

As doenças psicossomáticas são problemas psicológicos que se transformam em dor física. O indivíduo esta sofrendo tanto que o corpo começa a pedir socorro. Muitas vezes pode se esta passando por sérios problemas emocionais e não consegue exteriorizar isso, sofre calado. O corpo e a mente estão sempre trabalhando juntos um ajuda o outro, se a mente não esta bem o corpo também vai adoecer. É importante saber que nosso corpo é todo integrado, ficar atento aos sinais que o corpo dá é fundamental para o não adoecimento.

Alguns sintomas da pessoa cometida por doenças psicossomáticas – baixa autoestima, alergia, queda de cabelo, diarreia, dor de cabeça, dor de barriga, náuseas, vômitos, enjoo, perda da consciência e perda do desejo sexual, entre outros. Em casos mais graves a pessoa pode ainda perder a consciência e aumentar o seu grau de irritabilidade.

É preciso investigar todo o contexto do processo de adoecimento do indivíduo, é um erro dizer que a pessoa adoeceu porque quis! Afinal esse tipo de comentário não ajuda em nada!

Muitas vezes o indivíduo se sente culpado por estar doente e fica deprimido. Pode se dizer que a pessoa é responsável por sua saúde, não culpado por adoecer. É preciso analisar quanto tempo ele esta vivendo sobre pressão, em casa, trabalho, relacionamento, tudo é analisado para realmente identificar, o que contribuiu para o adoecimento.

Alguns sinais que precisam ser observados:

  • Pele – Irritação, alergias, coceiras, vermelhidão;
  • Estômago – Má digestão, enjoos, vômitos, azia;
  • Intestino – Diarreia;
  • Garganta – Irritação, tosse, dificuldade para respirar, dor e inflamação;
  • Sistema imunológico – Gripe, herpes, entre outros;
  • Cabeça – Dores, enxaqueca
  • Corpo – Fibromialgia (dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles).

É importante clarificar que cada pessoa tem sua história, tem seu equilíbrio, cada um sente de forma diferente as pressões diárias. Percebe-se em alguns processos, pessoas que tem sua criatividade reprimida, choro contido, que estão vivenciando um estresse elevado, uma tendência a essa desarmonia, a qualidade de vida e fatores genéticos são fatores que não podem ser descartados.

Portanto pegue leve com você, se ame, veja o lado positivo da vida, nem tudo é negativo, cuidando da mente o seu corpo agradece.

“ O que a mente não elabora o corpo chora ”.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Você não é culpado por adoecer. Você é responsável por sua saúde;
  • Cuide de você;
  • Crie um tempo realmente seu;
  • Pratique meditação / yoga;
  • Fique atendo aos sinais que seu corpo dá;
  • Invista em você;
  • Sorria, faça coisas que lhe proporcionam bem estar;
  • Se tem algo incomodando você, converse com alguém, procure um psicólogo.

“ O que a mente não elabora o corpo chora ”

 

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Deixe uma resposta