ansiedade

Workshop de Meditação

O Workshop de Meditação vem proporcionar uma experiência de meditação para aqueles que não estão familiarizados com a meditação e os benefícios que ela pode lhes proporcionar, mas que tem o desejo de começar a vivenciar essa experiência.

  • Serão apresentadas as técnicas de meditação, seus benefícios e exercícios práticos

Venha participar! Conheça-se! Conecte-se!

 

Meditação para Crianças

A meditação para crianças contribui para o desenvolvimento intelectual e melhora as relações interpessoais em família e no ambiente escolar.

A prática da meditação ajudará as crianças a terem mais concentração nas atividades, além da diminuição da ansiedade e melhora do humor.

Participe e comprove os resultados.

Entrevista de emprego X Ansiedade

O processo na busca de um emprego tem sido um desafio constante na vida daqueles que querem se recolocar no mercado de trabalho ou buscam o primeiro emprego. E essa procura em alguns casos pode contribuir para o adoecimento do indivíduo. É normal o candidato ficar ansioso, tenso, inquieto, porém quando isso sai do contexto “normal”é preciso procurar ajuda. A ansiedade exagerada traz inúmeros sintomas que comprometem o bom desempenho do candidato em uma entrevista de emprego.

E o que poucas pessoas sabem é que esse processo traz sofrimento antes, durante e depois da entrevista. O candidato sofre antecipadamente por medo, afinal o emprego que tanto deseja esta mais próximo do que se imagina, e essa ansiedade acaba comprometendo sua noite de sono e consequentemente sua entrevista de emprego. Sofre durante porque ele esta de frente com a pessoa que vai avaliar se ele esta apto ao cargo pretendido e por ultimo que acho o mais cruel, é a espera.

O candidato sofre com a espera, porque na maioria das vezes, essa resposta não chega nunca. Destaco a falta de respeito com o candidato quando isso acontece, o retorno ao candidato se passou ou não para a próxima fase é importante sim no processo seletivo e hoje temos inúmeros recursos para dar esse retorno, mas infelizmente isso acontece frequentemente ( O candidato não recebe o feedback ), trabalhei anos na área de recursos humanos e nunca deixei nenhum candidato sem resposta. Muito se ouve; Não tenho tempo!

É corrido demais! Mas já pensou se fosse você nesta situação? Digo que sempre é bom nos colocar no lugar do outro por alguns segundos, porém o mais difícil é as pessoas terem essa sensibilidade. As pessoas estão mais preocupadas em fechar a vaga e não imaginam o quanto esse retorno e importante para o candidato, que nessas alturas esta com inúmeros porquês na cabeça. E isso acaba afetando sua autoestima em futuras entrevistas, além do medo de concorrer com outros profissionais.

Atualmente tem se observado excelentes profissionais fora do mercado de trabalho e com isso a competitividade se destaca. Fato este que também contribui para essa tensão nervosa causando um imenso estresse. O candidato já chega para entrevista se sentindo excluído por achar que tem alguém melhor que ele, muitos nem chegam a entrar na sala por extrema insegurança.

Reforço que é preciso trabalhar esses fantasmas e Acredite em você !! Você é capaz!!, Não desista nunca de seus sonhos!!.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Prepare um bom currículo;
  • Não minta na entrevista;
  • Adquira novos conhecimentos, algo que pode contribuir em sua carreira profissional.
  • Tenha uma boa noite de sono para acordar bem disposto;
  • Mantenha o equilíbrio;
  • Confirme sempre a data e horário da entrevista;
  • Se não acontecer agora, não desista, não desanime;
  • Compartilhe com amigos sua experiência profissional troque idéias;
  • Aumente sua rede de networking;
  • Humildade abre portas;
  • Organize-se, a organização e fundamental na vida das pessoas;
  • Evite bebidas alcoólicas;
  • Não chegue atrasado, procure o local com antecedência;
  • Vista-se de forma adequada;
  • Não perda o foco;
  • Pesquise sobre a empresa que você esta concorrendo à vaga;
  • Pensamento positivo sempre;
  • Acredite no seu potencial;
  • Relaxe, não existe entrevista perfeita, seja você mesmo, não tente vender uma imagem que não é sua;
  • Pratique algumas técnicas de relaxamento antes da entrevista;
  • É normal ficar ansioso, porém se essa ansiedade se tornar um problema é necessário procurar ajuda psicológica.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Síndrome do Pânico

Síndrome do Pânico: A importância do tratamento

Síndrome do Pânico: O Brasil tem mais de 9% da população com algum transtorno de ansiedade, são mais de 18 milhões de pessoas nessa situação de acordo com a reportagem do fantástico (20.08.17).

Infelizmente esses dados não são uma boa notícia, mas o que tem contribuído para que as pessoas tenham essa ansiedade exagerada?

Muito se fala em ansiedade, estresse, síndrome do pânico e depressão, mas o que estamos fazendo para perder o equilíbrio? Ou melhor o que temos feito para não perder o equilíbrio?

Enfim vários fatores podem contribuir para esse desequilíbrio.

Infelizmente os transtornos mentais tem afetado milhões de pessoas e a estatística só aumentam. Vive-se uma epidemia silenciosa de suicídio, depressão entre outras doenças e isso é alarmante.

É claro que a ansiedade faz parte da vida do indivíduo, é um recurso natural, porém quando traz sintomas desagradáveis para o corpo e a mente se torna patológica, afinal tudo em exagero acaba nos adoecendo e as cobranças da vida moderna são alguns geradores dos quadros ansiosos, neste contexto é extremamente importante o acompanhamento de um psicólogo ou psiquiatra.

Nosso cérebro também tem um sistema de alerta, quando percebemos uma ameaça ele nos prepara para fugir ou lutar, neste contexto sentir medo é normal. Porém quando esse alarme dispara sem motivos, temos uma síndrome, a síndrome do pânico.

Quem sofre com a síndrome do pânico costuma ter crises de medo ou ansiedade que vem do nada, como o simples fato de ficar sozinho em casa, o sistema de alerta fica desgovernado, a respiração acelera, o coração dispara, os músculos ficam tensos, calafrios ou o suor aumenta, ao perceber esses sintomas a pessoa fica ainda mais ansiosa, então cresce a sensação de que vai morrer, acha que não tem saída. É desesperador a sensação de quem sofre com esta síndrome.

É muito importante frisar que a síndrome do pânico não é frescura, não é falta do que fazer, é doença, precisa de tratamento, não julgamento.

O paciente precisa ser acolhido, tratado e não julgado! Se não pode ajudar, não julgue!

Síndrome do Pânico

Algumas características da síndrome:

  • Tremor ou abalos;
  • Medo de morrer;
  • Sudorese;
  • Tremores;
  • Paralisação;
  • Calafrios ou onda de calor;
  • Tensão nos músculos;
  • Taquicardia entre outros…

Segundo a Previdência Social, os transtornos mentais já são a terceira razão de afastamentos do trabalho no Brasil, sendo que os gastos do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) giram em torno de R$ 200 milhões em pagamentos de benefícios anuais, dado que reforça a importância de se criar medidas de prevenção.

Nesse contexto, a ansiedade, síndrome do pânico, assim como a depressão, são os males que mais afetam as pessoas.

Levantamentos da Organização Mundial da Saúde (OMS), mostram que atualmente cerca de 33% da população mundial sofre de ansiedade.

O Brasil tem aparecido sempre entre os primeiros das listas da organização.

Vamos nos conectar com o que nos faz bem, procurar relaxar, parar de sofrer por antecipação, adquirindo mais qualidade de vida, você poderá contribuir para a redução do estresse e ansiedade, evitando assim vários problemas emocionais, afinal “

Cuidar da  mente é cuidar da vida”.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Viva melhor o seu aqui agora;
  • Conecte-se com o que te faz bem;
  • Saiba a diferença entre pânico e medo;
  • Visite seu médico regularmente;
  • Curta mais sua família;
  • Evite diagnósticos precipitados, procure um especialista;
  • Respeite seu sono e durma;
  • Pratique exercícios físicos;
  • Pratique meditação/yoga
  • Mantenha a calma;
  • Evite sofrer por antecipação;
  • Se não conseguir controlar sua ansiedade procure ajuda de um especialista.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Esclareça suas dúvidas, estamos a disposição para melhor atendê-lo sobre nossos serviços e nossa infraestrutura.

 (92) 99127-6558/3087-8618

 contato@dilzasantos.com.br

Inteligência emocional no ambiente de trabalho

Inteligência emocional no ambiente de trabalho

Inteligência emocional: Já foi o tempo em que apenas os conhecimentos técnicos faziam a diferença na hora de contratar um profissional ou evitaria que este fosse demitido, é fato que esses conhecimentos são muito importantes para a empresa, porém a forma como ele se relaciona com seus colegas de trabalho se torna um fator determinante na hora da decisão final.

Inteligência Emocional

Hoje muitos recrutadores relatam que tem em seu quadro aquele funcionário com um currículo rico de conhecimento e pobre no relacionamento, ou seja contrata-se o indivíduo por suas habilidades técnicas e na hora de mostrar suas habilidades em lidar com os desafios diários, lidar com a equipe de trabalho é um verdadeiro desastre, e isso tem contribuído para o índice de demissão por mau comportamento, que segundo pesquisas é o segundo maior motivo de demissão.

Sua importância

É muito importante frisar que a incapacidade de se relacionar com as pessoas ou de lidar com situações delicadas estão entre os principais fatores que prejudicam a carreira e imagem de muitos profissionais, principalmente neste novo contexto onde as empresas estão mais exigentes e a competitividade está em alta.

Muito se fala em estresse e ansiedade, conflitos emocionais, dificuldade no trabalho, salários baixos, falta de reconhecimento, enfim as reclamações não tem fim, porém fica aqui uma pergunta: O que você tem feito para isso melhorar? Você sabe realmente qual o seu papel?

A vida nos proporciona momentos de grande aprendizagem seja ela no contexto pessoal ou profissional estamos sempre aprendendo algo e quando nos permitimos a isso, as coisas ficam muito mais leves, triste é aquele indivíduo que não se permite viver o novo, não se permite ser desafiado, o comodismo muitas vezes é uma doença incurável, pelo simples fato de querer estagnar.

Mas o que é Inteligência Emocional?

Pode se dizer que Inteligência Emocional é a capacidade de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles.

De acordo com o psicólogo Daniel Goleman, a inteligência emocional pode ser subdivida em cinco habilidades específicas:

  • Autoconhecimento emocional;
  • Controle emocional;
  • Automotivação;
  • Empatia;
  • Desenvolver relacionamentos interpessoais (habilidades sociais).

Todos os seres humanos podem desenvolver qualquer uma dessas habilidades, o sucesso da vida profissional depende muito de como o indivíduo administra suas emoções e assim lidar com seus fantasmas internos e conhecer as emoções é mais sábio do que controlá-las, uma das ferramentas importantes neste contexto é o autoconhecimento.

O autoconhecimento é um processo que leva tempo, nem todos estão preparados a se conhecer melhor, quando o indivíduo não se permite vivenciar essa descoberta entra em conflitos com si mesmo e com o outro, o que contribui negativamente com sua imagem profissional.

Uma pessoa que vive bem com suas emoções é uma pessoa inteira, feliz e essa energia positiva contagia as pessoas que convivem com ela, a partir dessa aceitação, o mundo se torna mais leve e autopunição deixa de existir. Viver a vida com amorosidade, compaixão e respeito ao outro e a receita básica para ser feliz em qualquer contexto da vida!

Dicas de como cuidar de sua inteligencia emocional

Dicas De Bem Com a Vida

  • Permita-se conhecer melhor;
  • Mantenha o equilíbrio;
  • Evite discursões desnecessárias no ambiente de trabalho;
  • Veja as coisas com mais amorosidade;
  • Dê valor a pequenas coisas, as vezes o menos é mais;
  • Crie novos hábitos;
  • Conheça seus limites e pontos fortes;
  • Seja leve;
  • Invista profundamente na sua inteligência emocional;
  • Pratique Meditação/Yoga ou Exercícios físicos;
  • Acredite mais em você;
  • Saia do piloto automático;
  • Eleve sua autoestima.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Esclareça suas dúvidas, estamos a disposição para melhor atendê-lo sobre nossos serviços e nossa infraestrutura.

 (92) 99127-6558/3087-8618

 contato@dilzasantos.com.br

Meditação

Meditação: leve essa prática para sua empresa!

Meditação: leve essa prática para sua empresa!

Meditação: Infelizmente as pessoas estão cada vez mais estressadas, ansiosas, fazendo inúmeras atividades que até esquecem de respirar direito, isso mesmo respirar!

Essa respiração acelerada que as vezes até nos falta o ar, não é a respiração ideal. Qual foi a última vez que você parou e prestou atenção na sua respiração?

Pesquisas

Segundo pesquisas recentes o Brasil é o segundo pais com o maior nível de estresse do mundo. De cada dez trabalhadores, três pelos menos sofrem da chamada síndrome de Burnout. A Síndrome do Burnout, que em inglês significa queimar por completo, é o último nível de estresse, que se caracteriza por esgotamento mental intenso, principalmente por pressões no ambiente de trabalho.

Mas o que fazer para mudar essa estatística? Por que é tão difícil desacelerar?  Cada vez mais as pessoas vivem em 220 volts, acreditam que se parar um segundo o mundo vai deixar de existir ou se acham insubstituíveis, essa vida acelerada contribui para o adoecimento do indivíduo.

Muitas empresas preocupadas com a saúde e bem estar de seus colaboradores estão levando a meditação para o ambiente profissional, nesta prática tiram 20 ou 30 minutos do dia para praticar meditação e podem acreditar os benefícios são inúmeros, entre eles, o aumento da produtividade, melhora nas relações interpessoais, além do controle do estresse e ansiedade.

Treinamento para o cérebro na meditação

A meditação é um treinamento para o cérebro, assim como os exercícios físicos são para os músculos, porém é extremamente importante ao inserir este novo estilo de vida, ter disciplina, determinação. É uma prática que qualquer pessoa pode fazer, principalmente as crianças, hoje já tem escolas inserindo essa prática na vida acadêmica dos pequenos.

Embora muitas das meditações sejam inspiradas em tradições espirituais antigas e modernas, nenhuma requer crença ou fé. Se você não tem nenhuma prática espiritual, faça sua meditação com a motivação de criar uma vida mais feliz para si mesmo. Existem várias técnicas de meditação, várias formas de meditar, você só precisa querer fazer e praticar.

Estamos em uma nova era, hoje a meditação está inserida como terapia complementar no SUS, isso é um excelente avanço onde todos ganham, afinal traz benefícios aos pacientes e profissionais da saúde.

Uma das técnicas que tem contribuído muito no tratamento do estresse, ansiedade e dores crônicas proposto pela clínica desprendido do contexto religioso é chamada de mindfulness, conhecida também como atenção plena, ou seja, ter atenção plena no aqui e agora, estar consciente, ser consciente de sua consciência, ser capaz de experimentar plenamente pensamentos, sensações ou ação externa, com toda sua atenção sem julgamento ou culpa.

Meditação é prática, é saúde, é equilíbrio, viva a vida com mais amorosidade, aceitação, menos estresse, viva o hoje de uma forma leve e saudável. Afinal a paz interior também é saúde!

Entre em contato conosco e leve essa técnica para sua empresa (92) 3087-8618.

A meditação traz inúmeros benefícios:

  • Uma paz profunda;
  • Maior concentração e produtividade;
  • Equilíbrio interno;
  • Reduz a ansiedade e o estresse;
  • Sono tranquilo;
  • Melhora o sistema imunológico;
  • Melhora o humor;
  • Rejuvenescimento;
  • Tranqüilidade para a mente e o corpo;

Existem vários estudos mostrando que a meditação pode ser um tratamento complementar que ajuda 50% nas recaídas de depressão.

Dicas de Bem Com a Vida

  • Entenda o que o seu corpo fala pra você;
  • Relaxe mais;
  • Entre em contato com a natureza;
  • Alimente-se de pensamentos positivos;
  • Fortaleça seu pontos fortes;
  • Desacelere;
  • Acredite em você, você é capaz;
  • Ame-se

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Esclareça suas dúvidas, estamos a disposição para melhor atendê-lo sobre nossos serviços e nossa infraestrutura.

 (92) 99127-6558/3087-8618

 contato@dilzasantos.com.br

Os impactos da crise

Os impactos da crise econômica na saúde

Os impactos da crise econômica na saúde: Quando tudo parece estar caminhando para uma nova fase em nossa economia, surge uma notícia que afeta a vida de todos os brasileiros, novamente a sombra da instabilidade, da dúvida ganha força e a ansiedade, o medo, a angustia de não saber se estará empregado no dia seguinte é algo comum nos dias de hoje.

E nesta atmosfera pesada, coberta de dúvidas e incertezas, onde a insegurança aumenta a cada segundo, silenciosamente surgem sintomas que contribui para o adoecimento do indivíduo, afetando suas relações interpessoais, seu trabalho entre outros, é fato que a crise financeira é uma porta aberta para outras crises, principalmente para a depressão. Porém é importante frisar que cada indivíduo vivência esse momento de instabilidade de acordo com sua estrutura psicológica, aqueles que só pensam negativamente, vivem com a autoestima baixa ou estão passando por uma crise emocional, estão mais vulneráveis, outro fator é que essa é uma fase crítica que afeta a todos, principalmente os empresários que terão o desafio de manter sua produtividade e qualidade neste ciclo instável.

O cenário é preocupante, vive-se uma crise em todos os setores, mas é fundamental manter o equilíbrio para não adoecer ou enlouquecer com tantas mudanças e notícias desagradáveis, o país esta passando por um momento delicado, mas o desespero não ajuda em nada neste contexto, é necessário se ter em mente que as crises embora dolorosas, permitem renovação, ou seja, o ser humano tem uma capacidade imensa de se reinventar, o psiquismo criativo acaba sempre se adaptando a novos desafios e na maioria das vezes não se percebe isso.

Existem pessoas que se descobrem criativas e se reinventam após vivenciar um momento difícil na vida, é claro que cada caso é um caso, mas até mesmo aqueles que não se percebem vencedores, são capazes de vencer as adversidades da vida, o importante é ir à luta, não desistir, acreditar, pensar positivo, contar com o apoio da família e amigos é fundamental nesse processo de renascimento.

Na maioria das vezes quando uma porta se fecha, lá na frente abre-se várias portas, tudo na vida traz um ensinamento e contribui para nosso crescimento intelectual e espiritual.

Portanto desistir jamais! Lute por seus sonhos prepare-se para enfrentar os obstáculos que fazem parte da vida, é nítido o semblante desmotivado das pessoas quando ouvem um não, nem sempre o não é o fim, ele pode ser extremamente necessário para se sair da zona de conforto e construir um novo ciclo da vida ou sair do tédio, nem todos estão preparados para escrever uma nova história, mas todos podem sim ter um final feliz.

Não crie tanta expectativa, expectativas descontroladas geram sintomas nada agradáveis, neste caso o controle emocional é fundamental para não se frustrar e chegar à depressão, que por sinal este tem sido um vilão silencioso na vida daqueles que perderam a esperança em um novo amanhã.

Se perceber que algo não esta bem, que esses acontecimentos estão afetando sua saúde procure a ajuda de um especialista.

 DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Não desiste de você
  • Pensamento positivo sempre;
  • Crie um plano B;
  • Aprenda a ver o lado bom da vida;
  • Faca um bom network;
  • Não pense na crise, faça dela um período de oportunidades;
  • Resgate sua autoestima;
  • A pratica da meditação e/ou Yoga ajudam no controle da ansiedade e do estresse;
  • Não crie pânico;
  • Reinventar-se não é uma má idéia;
  • Não pare de estudar, de buscar novos conhecimentos;
  • Desperte;
  • Acredite, você é capaz!

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Licença Maternidade: É o fim, e agora?

Licença Maternidade: É o fim, e agora?

Licença Maternidade

O término da licença maternidade é um momento para muitas mães angustiante, um verdadeiro pesadelo, as mamães de plantão sabem bem como é isso, surge àquela dor no peito, o frio na barriga, uma tristeza sem fim, taquicardia, falta de ar, medo e até a culpa fazem parte desse processo, afinal, é hora de voltar ao trabalho, para muitas mulheres isso é inevitável, para outras é o momento de pedir demissão e cuidar dos pequenos. Enfim, sempre é um recomeço.

É fato que os laços nesse período são fortalecidos (mãe e filho) e isso contribui para que esse seja um momento muito difícil para essa mãe e seu bebê, fato este que não acontece só no momento da volta ao trabalho no fim da licença maternidade, ocorre também quando a mãe vai deixar a criança na escola ou creche pela primeira vez, cena que se repete quase todos os anos.

É preciso aprender a lidar com as frustrações e perdas, fato este que faz parte do processo de crescimento do indivíduo, é “normal” essa sensação de insegurança, medo de onde e como deixar seu filho?

Muito se ouve: “Ninguém vai consegui cuidar do meu filho”. “Ele não vai sobreviver sem mim”. Reforço que muitas mães já passaram por isso e sobreviveram e você com certeza vai conseguir vencer mais esse desafio, seja forte, é importante passar segurança para seu filho.

Destaco também que o apoio da família e do companheiro é muito importante nesse contexto, entender e acolher essa mãe faz com que esse momento seja menos dolorido, é claro que a volta ao trabalho será difícil, mas não impossível, afinal é um novo recomeço para todos inclusive para a criança.

Uma dica importante é: antes da volta ao trabalho exercite esta ausência, peça a alguém de sua confiança que cuide do seu filho por alguns minutos, até para se observar seu comportamento frente a esse desafio da volta ao trabalho, isso ajuda no desapego.

Se a criança for para a creche procure conversar com amigos, aceite indicações, analise se a escola tem uma boa estrutura física, se tem segurança para a criança, converse com a pessoa que cuidará do seu filho, converse com mães que já conhecem a escola, observe, confie, relaxe e acredite! Uma vez mãe, sempre mãe!

As creches têm suas vantagens, esse espaço ajuda na socialização da criança, nos limites sociais, contribui positivamente para o desenvolvimento do seu filho, outro fator positivo é procurar algo próximo ao seu trabalho ou de sua residência para fugir do trânsito, é fundamental essa comodidade e a segurança da mãe e da criança nesse processo.

De acordo com o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, organizado pelo Ministério da Educação (MEC), as creches e pré-escolas devem educar cuidar e proporcionar brincadeiras, contribuindo para o desenvolvimento da personalidade, da linguagem e para a inclusão social da criança.

Atividades como brincar, contar histórias, oficinas de desenho, pintura e música, além de cuidados com o corpo, são recomendadas para crianças que frequentam a escola nesta etapa.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Pesquise com calma onde ou com quem deixar seu bebê;
  • Confie no cuidador;
  • Dê tempo para o bebê se acostumar com quem vai cuidar dele;
  • Tenha sempre um plano B;
  • Não se culpe;
  • Passe segurança para seu filho;
  • Tente controlar a ansiedade para não adoecer;
  • Converse com mães que passaram por este processo e hoje estão tranqüilas;
  • Fique tranqüila quase 100% das mães já passaram por isso e sobreviveram;
  • Se não consegue lidar com tanta mudança procure um psicólogo.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Suicidio

Suicídio: Epidemia Silenciosa

Suicídio – Epidemia Silenciosa: Dia 10 de setembro é o dia mundial da prevenção do suicídio. Segundo pesquisas o suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens no mundo entre 15 e 29 anos. No Brasil é a terceira maior causa entre os jovens. E o que se tem feito para diminuir as estatísticas? Por que aumenta tanto o número de jovens que decidem terminar com a própria vida no Brasil?   No Brasil, estima-se que 25 pessoas cometam suicídio por dia.

De acordo com a (OMS) Organização Mundial de Saúde, uma pessoa se suicida a cada 40 segundos a tendência é de crescimento dessas mortes entre os jovens, especialmente nos países em desenvolvimento. Nos últimos vinte anos, o suicídio cresceu 30% entre os brasileiros com idades de 15 a 29 anos. No mundo, cerca de um milhão de pessoas morrem anualmente por essa causa. A OMS estima que haverá 1,5 milhão de vidas perdidas por suicídio em 2020, representando 2,4% de todas as mortes. Todo dia, 28 brasileiros se suicidam e, para cada morte, há entre 10 e 20 tentativas.

Segundo pesquisas 90% das pessoas que cometem o suicídio sofrem de algum transtorno entre eles a depressão, dependência de álcool ou outras drogas. É importante ficar alerta aos sinais, pais, mães, irmãos e amigos próximos fiquem atentos a mudança de comportamento, ou seja, quando a pessoa começa a falar em suicídio, procura se isolar, começa a querer se despedir de parentes,  esta triste, com baixa auto estima entre outros.

É importante a busca por um psiquiatra para ser identificado se há algum distúrbio a ser tratado ou se há abuso de drogas, tudo tem que ser analisado minuciosamente e para isso só um especialista. Diante da gravidade do assunto pouco se ouve falar, existe um tabu, é preciso mais visibilidade sobre o tema.

Reduzir a taxa de suicídio é um desafio coletivo, todos tem que esta envolvidos, o silêncio tem que ser rompido, é alarmante o numero crescente de jovens que tem desistido da vida a troca de informações pode ser muito útil para diminuir esses índices.

É importante destacar que toda tentativa tem que ser olhada com atenção. Muitas vezes é visto apenas como se a pessoa estivesse querendo chamar atenção, não pode ser visto dessa forma. É um problema sério, grave e precisa ser tratado como tal. É preciso quebrar tabus e abordar mais esse tema, na tentativa de evitar mais casos. Abordar essa temática na mídia, nas escolas, instituições, igrejas e familiares faz com que isso ganhe visibilidade e assim mostrar para essas pessoas que existe ajuda.

Recentemente em um congresso ouvi o relato de uma mãe que encontrou seu filho mais velho enforcado no quarto com o próprio cinto. E evidente o sofrimento da família nestes casos. Existem vários “Se”.  “Se eu estivesse entrando antes” “Se eu estivesse ouvido mais, prestado atenção mais” “Se eu estivesse lá, ele estaria comigo”. Enfim é dolorosa demais a perda de um filho. E o que podemos fazer para amenizar essa dor? Será que estamos preparados para ouvir um pedido de socorro?

São varias as causas que levam a pessoa a cometer o suicídio, entre elas os transtornos mentais, como transtorno de humor que leva a depressão, também outras causas que não os transtorno, são atitudes impulsivas de pessoas diante de uma perda de emprego, fim de um relacionamento, morte de um familiar entre outros. Segundo pesquisas o risco de suicídio em pessoas com perturbações de humor (principalmente depressão) é de 6 a 15%.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Você não sabe lidar com esse pensamento suicida! Procure ajuda de um profissional;
  • Peça ajuda;
  • Converse com alguém;
  • A morte não é a solução.

Click no link abaixo para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click no link abaixo para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Se estiver precisando de qualquer ajuda ou consulta, por favor, não exite em entrar em contato.

 Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

TRANSTORNOS MENTAIS CAUSAM AFASTAMENTO NO AMBIENTE DE TRABALHO

Os sinais da vida acelerada tem ficado mais frequente e contribuído para o adoecimento.

Esses sinais se dão ao nível de ansiedade e estresse que o indivíduo enfrenta em seu cotidiano, muitas vezes detectada quando há uma depressão profunda. A depressão é uma das doenças que tem afetado inúmeras pessoas e afetam o desempenho profissional.

Os transtornos mentais estão em terceiro lugar como motivo de afastamento no ambiente de trabalho. É fato que o desempenho profissional dessa pessoa fica comprometido, atrasos e faltas no ambiente de trabalho são constantes.

Segundo pesquisas 5 milhões de Brasileiros tem problema de saúde mental e boa parte não sabe que tem. Dificilmente o paciente vem direto ao profissional de saúde mental, ele vai aos prontos socorros ou ao clinico com as queixas, a pressão na maioria das vezes alta, taquicardia, falta de ar características que se confundem com outras doenças.

E só após uma investigação minuciosa frente a essas queixas que se faz o encaminhamento ao psiquiatra ou psicólogo. Outra questão a ser discutida é o autodiagnostico.

Pessoas que se auto-diagnosticam são mais propensas a acreditar que têm uma doença grave, porque se concentram nos sintomas a despeito da probabilidade de uma determinada doença. Além daqueles que vivem conectado com o mundo virtual de hoje, onde o autodiagnóstico via internet é muito comum.

A vários fatores que podem contribuir para o adoecimento divida, perda de emprego, trabalhar sobre pressão, divorcio, perda de um ente querido, além de álcool e outras drogas. Você já parou para analisar o que esta causando tantos afastamentos na sua empresa?

Como anda a relação interpessoal de seus colaboradores? Já avaliou por que a produtividade daquele funcionário que nunca deu motivos para ser chamado atenção caiu?

Todos tem seus problemas e suas particularidades, mas tudo na vida se é demais quebra, até uma ponte se receber mais peso além do que ela pode suportar pode ceder, assim são as pessoas.

Às vezes o peso é tanto que fica difícil aguentar. E quanto mais se demora a perceber o problema, mais grave ele fica.

Algumas causas dos transtornos:

  • Sobrecarga e conflitos no trabalho;
  • Problemas familiares;
  • Problemas financeiros
  • Violência.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em 2014, 83.237 trabalhadores brasileiros foram afastados de suas funções, devido a doenças mentais e comportamentais.

No Amazonas, dos 7.304 afastamentos concedidos de janeiro a junho deste ano pelo INSS, 395 foram por transtornos mentais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 700 milhões de pessoas no mundo sofram com algum tipo de doença mental.

A prevenção é uma ferramenta poderosa para o não adoecimento, empresas que investem na saúde e bem estar de seus colaboradores tem muito a ganhar e pode evitar um alto índice de turnover.

O Turnover dependendo do tipo de atividade da empresa, é um indicador de que algo está errado, sendo necessária avaliação das causas de incapacidade de retenção do pessoal. Afinal uma empresa se constrói com visão, missão, valores, objetivos, metas, e pessoas para atingi-las.

A palavra chave é: Pessoas!

A frase chave para as empresas é: Cuidar do seu maior e melhor ” patrimônio ” os Colaboradores!

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Investigue o porquê tantos afastamentos ( Verifique e confirme os motivos );
  • Invista na saúde e bem estar de seus colaboradores;
  • Quando seu funcionário pedir demissão, faça uma entrevista pessoal para saber qual o motivo;
  • Melhore a comunicação interna de sua empresa;
  • Treine seus funcionários para vencer obstáculos;
  • Procure ajuda de um especialista para ajudá-lo na pesquisa de clima de sua empresa.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos