carreira

Entrevista de emprego X Ansiedade

O processo na busca de um emprego tem sido um desafio constante na vida daqueles que querem se recolocar no mercado de trabalho ou buscam o primeiro emprego. E essa procura em alguns casos pode contribuir para o adoecimento do indivíduo. É normal o candidato ficar ansioso, tenso, inquieto, porém quando isso sai do contexto “normal”é preciso procurar ajuda. A ansiedade exagerada traz inúmeros sintomas que comprometem o bom desempenho do candidato em uma entrevista de emprego.

E o que poucas pessoas sabem é que esse processo traz sofrimento antes, durante e depois da entrevista. O candidato sofre antecipadamente por medo, afinal o emprego que tanto deseja esta mais próximo do que se imagina, e essa ansiedade acaba comprometendo sua noite de sono e consequentemente sua entrevista de emprego. Sofre durante porque ele esta de frente com a pessoa que vai avaliar se ele esta apto ao cargo pretendido e por ultimo que acho o mais cruel, é a espera.

O candidato sofre com a espera, porque na maioria das vezes, essa resposta não chega nunca. Destaco a falta de respeito com o candidato quando isso acontece, o retorno ao candidato se passou ou não para a próxima fase é importante sim no processo seletivo e hoje temos inúmeros recursos para dar esse retorno, mas infelizmente isso acontece frequentemente ( O candidato não recebe o feedback ), trabalhei anos na área de recursos humanos e nunca deixei nenhum candidato sem resposta. Muito se ouve; Não tenho tempo!

É corrido demais! Mas já pensou se fosse você nesta situação? Digo que sempre é bom nos colocar no lugar do outro por alguns segundos, porém o mais difícil é as pessoas terem essa sensibilidade. As pessoas estão mais preocupadas em fechar a vaga e não imaginam o quanto esse retorno e importante para o candidato, que nessas alturas esta com inúmeros porquês na cabeça. E isso acaba afetando sua autoestima em futuras entrevistas, além do medo de concorrer com outros profissionais.

Atualmente tem se observado excelentes profissionais fora do mercado de trabalho e com isso a competitividade se destaca. Fato este que também contribui para essa tensão nervosa causando um imenso estresse. O candidato já chega para entrevista se sentindo excluído por achar que tem alguém melhor que ele, muitos nem chegam a entrar na sala por extrema insegurança.

Reforço que é preciso trabalhar esses fantasmas e Acredite em você !! Você é capaz!!, Não desista nunca de seus sonhos!!.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Prepare um bom currículo;
  • Não minta na entrevista;
  • Adquira novos conhecimentos, algo que pode contribuir em sua carreira profissional.
  • Tenha uma boa noite de sono para acordar bem disposto;
  • Mantenha o equilíbrio;
  • Confirme sempre a data e horário da entrevista;
  • Se não acontecer agora, não desista, não desanime;
  • Compartilhe com amigos sua experiência profissional troque idéias;
  • Aumente sua rede de networking;
  • Humildade abre portas;
  • Organize-se, a organização e fundamental na vida das pessoas;
  • Evite bebidas alcoólicas;
  • Não chegue atrasado, procure o local com antecedência;
  • Vista-se de forma adequada;
  • Não perda o foco;
  • Pesquise sobre a empresa que você esta concorrendo à vaga;
  • Pensamento positivo sempre;
  • Acredite no seu potencial;
  • Relaxe, não existe entrevista perfeita, seja você mesmo, não tente vender uma imagem que não é sua;
  • Pratique algumas técnicas de relaxamento antes da entrevista;
  • É normal ficar ansioso, porém se essa ansiedade se tornar um problema é necessário procurar ajuda psicológica.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

inveja

Quando a inveja vira doença

 

Inveja: Por que será que a grama do vizinho é sempre mais verde que a sua? Ou por que tudo da certo para ele e não pra mim? Sentimentos como esse muitas vezes viram obsessão ou contribuem para o adoecimento do indivíduo. Podemos destacar inúmeros motivos que levam algumas pessoas a alimentarem esse sentimento negativo, que traz muito sofrimento para quem tem e quem é perseguido pelo invejoso.

A inveja

O invejoso também é uma vitima de si mesmo. Porque ele nunca esta feliz, mesmo conseguindo o objeto desejado ele não consegue satisfazer o desejo de possuir o que o outro tem.

Segundo o dicionário a inveja é o desejo violento de possuir o bem alheio. Também considerada um dos pecados capitais porque uma pessoa invejosa ignora suas próprias bênçãos e prioriza o status de outra pessoa no lugar do próprio crescimento espiritual, o desejo exagerado por posses, status, habilidades e tudo que outra pessoa tem e consegue é um sentimento maléfico que traz danos para os dois lados, porque no fundo o invejo não é feliz, principalmente por ignorar tudo o que é e possui para cobiçar o que é do próximo.

A inveja é frequentemente confundida com o pecado capital da avareza, um desejo por riqueza material, a qual pode ou não pertencer a outros. A inveja na forma de ciúme é proibida nos Dez Mandamentos da Bíblia. Do latim invídia, que quer dizer olhar com malícia. Mas como se defender dos olhares negativos de indivíduos que muitas vezes se fazem de amigos e na verdade são vampiros, que sugam toda nossa energia nos deixando às vezes de cama. E quem disse que inveja não mata? Mata sim!!!

Em todos os aspectos esse sentimento ruim transmite uma energia pesada, adoece o outro e até chega à violência psicológica, agressões físicas e pode levar a morte. Conta a Bíblia que por Deus ter aceitado a oferta generosa de Abel em detrimento da oferta avara de Caim, este movido pela inveja matou o próprio irmão. Portanto mata e muitas vezes faz a pessoa perder a própria identidade.

É importante frisar que a inveja é consequência de vários fatores um deles é a frustração, a baixa autoestima e a autoconfiança desequilibrada, fatores esses que contribuem para que o indivíduo crie essa obsessão pelo bem alheio. Para eliminar esse sentimento é preciso encontrar suas qualidades, reconhecer seus valores, olhar para si e resgatar sua autoconfiança. E fazer sempre aquela temida pergunta: Como eu me vejo? E quando esse sentimento negativo vir mude o foco.

O mais importante em tudo isso é não se deixar contaminar com pensamentos negativos. Se as coisas não aconteceram, você vai tentar de novo, o pensamento positivo faz toda diferença em nossa vida. Uma atitude otimista faz um bem danado! Norman Vicent Peale, autor de O Poder do Pensamento Positivo, em 1952 já dizia: “Mude seus pensamentos e você mudará seu mundo”. É importante fazer nossa mente trabalhar a nosso favor.

Procure ajuda se há algo te tirando do foco, que não consegue controlar, que esta dificultando sua relação com seus amigos, sua família, converse com um profissional. Viver de bem com a vida é fundamental para se adquirir mais qualidade de vida!

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Ame-se;
  • Pensamento positivo sempre;
  • Pratique meditação;
  • Aprenda a ver o lado bom da vida;
  • Contribua com seu bem estar;
  • Descubra suas próprias qualidades;
  • Resgate sua autoestima;
  • Seja feliz sem ferir o outro.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe o seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais no site e também nas entrevistas para televisão, rádio, assim como, para a minha coluna semanal ( De bem com a vida ) no Jornal do Commércio.

Atenciosamente

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Inteligência emocional no ambiente de trabalho

Inteligência emocional no ambiente de trabalho

Inteligência emocional: Já foi o tempo em que apenas os conhecimentos técnicos faziam a diferença na hora de contratar um profissional ou evitaria que este fosse demitido, é fato que esses conhecimentos são muito importantes para a empresa, porém a forma como ele se relaciona com seus colegas de trabalho se torna um fator determinante na hora da decisão final.

Inteligência Emocional

Hoje muitos recrutadores relatam que tem em seu quadro aquele funcionário com um currículo rico de conhecimento e pobre no relacionamento, ou seja contrata-se o indivíduo por suas habilidades técnicas e na hora de mostrar suas habilidades em lidar com os desafios diários, lidar com a equipe de trabalho é um verdadeiro desastre, e isso tem contribuído para o índice de demissão por mau comportamento, que segundo pesquisas é o segundo maior motivo de demissão.

Sua importância

É muito importante frisar que a incapacidade de se relacionar com as pessoas ou de lidar com situações delicadas estão entre os principais fatores que prejudicam a carreira e imagem de muitos profissionais, principalmente neste novo contexto onde as empresas estão mais exigentes e a competitividade está em alta.

Muito se fala em estresse e ansiedade, conflitos emocionais, dificuldade no trabalho, salários baixos, falta de reconhecimento, enfim as reclamações não tem fim, porém fica aqui uma pergunta: O que você tem feito para isso melhorar? Você sabe realmente qual o seu papel?

A vida nos proporciona momentos de grande aprendizagem seja ela no contexto pessoal ou profissional estamos sempre aprendendo algo e quando nos permitimos a isso, as coisas ficam muito mais leves, triste é aquele indivíduo que não se permite viver o novo, não se permite ser desafiado, o comodismo muitas vezes é uma doença incurável, pelo simples fato de querer estagnar.

Mas o que é Inteligência Emocional?

Pode se dizer que Inteligência Emocional é a capacidade de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles.

De acordo com o psicólogo Daniel Goleman, a inteligência emocional pode ser subdivida em cinco habilidades específicas:

  • Autoconhecimento emocional;
  • Controle emocional;
  • Automotivação;
  • Empatia;
  • Desenvolver relacionamentos interpessoais (habilidades sociais).

Todos os seres humanos podem desenvolver qualquer uma dessas habilidades, o sucesso da vida profissional depende muito de como o indivíduo administra suas emoções e assim lidar com seus fantasmas internos e conhecer as emoções é mais sábio do que controlá-las, uma das ferramentas importantes neste contexto é o autoconhecimento.

O autoconhecimento é um processo que leva tempo, nem todos estão preparados a se conhecer melhor, quando o indivíduo não se permite vivenciar essa descoberta entra em conflitos com si mesmo e com o outro, o que contribui negativamente com sua imagem profissional.

Uma pessoa que vive bem com suas emoções é uma pessoa inteira, feliz e essa energia positiva contagia as pessoas que convivem com ela, a partir dessa aceitação, o mundo se torna mais leve e autopunição deixa de existir. Viver a vida com amorosidade, compaixão e respeito ao outro e a receita básica para ser feliz em qualquer contexto da vida!

Dicas de como cuidar de sua inteligencia emocional

Dicas De Bem Com a Vida

  • Permita-se conhecer melhor;
  • Mantenha o equilíbrio;
  • Evite discursões desnecessárias no ambiente de trabalho;
  • Veja as coisas com mais amorosidade;
  • Dê valor a pequenas coisas, as vezes o menos é mais;
  • Crie novos hábitos;
  • Conheça seus limites e pontos fortes;
  • Seja leve;
  • Invista profundamente na sua inteligência emocional;
  • Pratique Meditação/Yoga ou Exercícios físicos;
  • Acredite mais em você;
  • Saia do piloto automático;
  • Eleve sua autoestima.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Esclareça suas dúvidas, estamos a disposição para melhor atendê-lo sobre nossos serviços e nossa infraestrutura.

 (92) 99127-6558/3087-8618

 contato@dilzasantos.com.br

Namoro no ambiente de Trabalho

Namoro no ambiente de Trabalho

Namoro no ambiente de Trabalho

Namoro no ambiente de Trabalho: Essa semana uma de nossas leitoras sugeriu um tema bem interessante: Namoro no Ambiente de Trabalho, recentemente L.X.S começou um relacionamento com um colega de trabalho e ambos estão tensos, preocupados, com medo do relacionamento afetivo, trazer prejuízos no rendimento do trabalho.

Segundo nossa leitora eles trabalham no mesmo setor e as pessoas são extremamente fofoqueiras e maldosas.

Ambiente de Trabalho

Surpreendentemente cara L.X.S o relacionamento entre funcionários não é formalmente proibido, mas algumas companhias advertem sobre a prática nas normas de conduta da empresa. A postura do casal neste contexto é fundamental para evitar problemas, se faz necessário o bom senso.

O Namoro

O casal de namorados ou cônjuge tem que ter consciência que o ambiente de trabalho jamais poderá ser usado para lavar a “roupa suja” do casal, os problemas do casal não podem ser resolvidos na empresa e sim bem longe dela, evitando discussões, cenas de ciúme e birras.

Outro item importante que podemos destacar é o excesso de intimidade, apelidos carinhosos ou picantes deixe para fazer em casa, cuidado com o excesso de vigilância isso é muito desagradável para ambos.

Salientando que o ciúme não é saudável em nenhum contexto e inserido no ambiente de trabalho é um desastre! Isto cria um ambiente desarmonioso entre a equipe, gera muita fofoca, conflitos que chegam facilmente ao ouvido do chefe, em alguns casos leva a demissão do casal.

É importante ter em mente que ninguém é de ninguém, essa mania que o ciumento tem de controlar a vida de seu parceiros é doença, que também pode ser chamado de relacionamentos destrutivos, se você não sabe se controlar então evite esse tipo de namoro e procure um especialista.

O relacionamento a dois é maravilhoso em qualquer contexto, desde que seja saudável, nos traga leveza, alegria, não tristeza. Não se prenda a nada que te faz encolher!

Nada de se sentir perseguido, como se todos estão contra você, não é nada disso, existem vários relacionamentos no ambiente de trabalho que são até positivos, porém tudo vai depender de cada um dos envolvidos, como você funciona sobre pressão? Como você lida com as críticas?

Contudo muito importante o autoconhecimento, quando nos conhecemos melhor, nos tornamos pessoas mais equilibradas, evitando situações desnecessárias, contribuindo para nossa saúde mental no ambiente de trabalho.

No caso da separação do casal, evite que colegas de trabalho se envolvam mesmo que indiretamente neste processo, afinal esse é um problema para ser resolvido longe da empresa ou na terapia de casal. Toda separação é delicada, portanto pense bem antes de se envolver, e se necessário procure a ajuda de um especialista.

Também outro item importantíssimo interaja com seus colegas, evite viver isoladamente com seu namorado ou cônjuge no ambiente de trabalho, se seu relacionamento for levado com responsabilidade não haverá problemas, isso até poderá ser um fator positivo para seu chefe, afinal funcionários felizes, são mais produtivos.

Porem dica importante para você querida leitora, seja feliz, viva esse momento com responsabilidade, amorosidade e leveza, sem julgamentos.

Mais informações em outra fonte

Dicas De Bem Com a Vida

  • Respeite os limites;
  • Intimidades só em casa;
  • A postura do casal é fundamental neste contexto;
  • Mantenha o equilíbrio;
  • Siga o código de conduta da empresa;
  • Evite discursões desnecessárias no ambiente de trabalho;
  • Não tenha medo, viva a vida sem culpa, seja leve;
  • Problemas conjugais resolva longe do trabalho;
  • Cuidado com o ciúme em excesso;
  • Interaja com seus colegas de trabalho, não se isole;
  • Peça ajuda se perceber que isto está atrapalhando sua vida profissional.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Estresse no trabalho

Estresse no trabalho, cuidado!

Estresse no trabalho: Hoje o cenário competitivo é um dos fatores que tem contribuído com o estresse profissional, além das poucas oportunidades que surgem no mercado de trabalho, isso é uma triste realidade que tem causado danos à saúde de muitos profissionais.

O temor de ficar desempregado é algo muito comum nos dias de hoje, todos os dias ocorrem demissões no país e esse cenário contribui para elevar o nível de estresse, aqueles que estão em seus empregos sofrem com uma ansiedade imensa, levando inclusive ao afastamento de suas funções ou levando esse funcionário ao estresse extremo, nesse contexto ele não tem mais vida própria, ele é aquele funcionário que tem inúmeras atividades que até esquece que é humano.

Atualmente o que se tem observado em muitas empresas são profissionais desempenhando vários papeis dentro das organizações, porém é preciso ter muito cuidado com esse comportamento exagerado em querer fazer tudo ao mesmo tempo, muitos pensam que são insubstituíveis, mas sinto muito em dizer, ninguém é insubstituível, existem profissionais que são muito bons no que fazem, amam o que fazem, mas podem se prejudicar fazendo inúmeras atividades e deixando a desejar naquela que mais amam.

Quando se contrata um profissional as expectativas surgem de ambos os lados, a empresa acredita nas habilidades que foram vendidas a ela e aposta nisso, o funcionário pensa em ter uma carreira de sucesso e ficar o resto da vida naquela empresa. Mas com o tempo o tédio começa a ganhar espaço e o que era motivação se transforma em frustração, olhares triste e desmotivados invadem as salas de trabalho e abre-se uma porta para inúmeros problemas de saúde.

Fato este que afeta principalmente a autoestima do indivíduo, causando uma tristeza profunda, insônia, estresse, irritabilidade, dor no corpo, náuseas, ansiedade, perda de apetite ou até come-se compulsivamente, em casos extremos leva ao isolamento e a depressão.

Esse é um processo delicado e os impactos podem ser maiores do que se imagina, é preciso ficar atento aos sintomas que se manifestam dificultando as atividades diárias das pessoas, causando inquietude e angustia na hora de desempenhar as principais funções no ambiente profissional, até uma simples reunião com a equipe se torna um fardo.

É importante às pessoas entenderem que não se pode controlar tudo na vida, às vezes se ganha, se perde, isso faz parte da vida, cada um encara esse ganho ou essa perda de uma forma diferente, o acolhimento de pessoas próximas faz toda diferença na vida de quem acha que perdeu tudo. Estar em um emprego que goste muito e ainda assim esta sendo remunerado para isso é maravilhoso, mas é fundamental estabelecer regras a si mesmo, ter um momento para cuidar de si é muito importante, adquirir novos hábitos de saúde e curtir a família é um dos processos que mais se recomenda para controlar o estresse exagerado.

Caso não saiba como lidar com esses conflitos procure ajuda de um especialista!

Dicas De Bem Com a Vida

  • – Pensamento positivo;
  • – Mantenha o equilíbrio;
  • – Evite discursões desnecessárias no ambiente de trabalho;
  • – Procure se especializar, desperte as aptidões que há em você;
  • – Sempre que possível curta a família;
  • – Limite-se a atender o celular;
  • – Crie novos hábitos;
  • – Muito cuidado com o comodismo;
  • – Não tenha medo, viva a vida sem culpa, seja leve;
  • – Pratique Meditação/Yoga ou Exercícios físicos;
  • – Acredite mais em você;
  • – Saia do piloto automático;
  • – Peça ajuda se sentir que não consegue lidar com o que esta acontecendo com você.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

morar em outra cidade ou país

O Desafio de trabalhar e morar em outra cidade ou país

Morar em outra cidade ou país: Hoje um dos maiores temores para quem esta empregado é perder seu emprego e não conseguir se recolocar no mercado de trabalho, fato este que pode tirar a paz de muitos trabalhadores. Porém quando aquela tão sonhada proposta de emprego chega e na proposta também vem à mudança para outra cidade ou país.

O que você faz ? Os maiores desafios chegam inesperadamente e às vezes por medo de sair da zona de conforto se deixa passar muitas oportunidades.

Infelizmente esse é um dilema vivenciado por muitos profissionais que ficam inseguros por medo de arriscar, medo do desconhecido, é cômodo morar no lugar de sempre, com o emprego de anos, que todos se conhecem isso até nos transmite certa “segurança”, porém não se pode deixar passar as oportunidades, dizem que “a sorte só bate uma vez na porta” então, vamos deixar entrar e ser feliz!

O sucesso profissional e pessoal é o desejo de todos, porém mantê-los em equilíbrio é nosso maior desafio, principalmente onde há elevada competitividade e um preocupante cenário de desemprego crescente em nosso país, talvez mudar de cidade ou país não seja uma má ideia.

É fato que toda mudança causa um impacto na vida do indivíduo, esse impacto pode ser positivo ou negativo, porém quando há um desconforto constante nesta nova experiência é necessária uma atenção especial, avaliar os riscos principalmente se há outras pessoas envolvidas (cônjuges e filhos), a saúde emocional de todos é fundamental neste processo, afinal a moradia também faz parte da personalidade de cada um, cada indivíduo é único com suas manias, crenças, inseguranças, e isso precisa ser respeitado.

Uma coisa é certa! Você não é mais um turista visitando pontos turísticos, essa nova cidade, com sua cultura e seu povo agora também faz parte da sua vida, você não esta mais na sua zona de conforto e mais uma etapa profissional começa agora! Portanto, pensamento positivo, coragem, foco, força e fé que tudo vai dar certo, e quem sabe não é neste exato lugar que esta a felicidade que você tanto busca.

É fato que ir sozinho (solteiro) é totalmente diferente de ir acompanhado (cônjuges e filhos), são duas situações bem diferentes, até porque quando se tem criança envolvida esse impacto é maior, afinal ela vai deixar os avós, os amigos do bairro, da escola, nesse novo lar, tudo será novo, casa, amigos, professores, tantas mudanças que podem deixar os pequenos confusos ou deprimidos, portanto, antes de qualquer decisão é importante avaliar todo o contexto, reunir a família e avaliar os prós e contras dessa decisão para evitar surpresas desagradáveis e estresse.

Mas mudar de cidade tem seu lado bom! Conhecer uma nova cultura e aprender coisas novas é fantástico, principalmente quando se esta relacionado à vida profissional, tudo será novo, empresa, colegas de trabalho, talvez os desafios sejam maiores e para isso é preciso estar mentalmente preparado para desempenhar seu papel neste novo ciclo de vida sem culpa, sem medo e julgamentos.

Dicas De Bem Com a Vida

  • Pensamento positivo;
  • Converse com sua família antes de qualquer decisão;
  • Avalie se você esta preparado para morar fora;
  • Mantenha a calma;
  • Não tenha medo;
  • Pesquise sobre a cidade que você vai morar;
  • Pesquise o clima, a cultura das pessoas que moram lá;
  • Pesquise como são seus novos colegas de trabalho;
  • Ouça sem julgamentos a opinião de sua família;
  • Converse com pessoas experientes neste processo de mudança de cidade;

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE MENTAL NO AMBIENTE DE TRABALHO

Você acredita que funcionário feliz é mais produtivo?

Pesquisas recentes apontam que a felicidade torna as pessoas mais produtivas no trabalho. Mas como adquirir esse equilíbrio entre a carreira profissional e a saúde mental?

Hoje são vários fatores contribuindo para o adoecimento dos funcionários, as pressões diárias do trabalho, a competitividade, prazos e principalmente o medo de ser demitido. Não podemos falar da saúde do trabalhador apenas no aspecto físico, a saúde mental é fundamental nas organizações, segundo a Organização Mundial da Saúde estima que cerca de 35% da população trabalhadora ativa, sofre de alguma espécie de transtorno mental de maior ou menor gravidade.

O trabalho em nossa sociedade tem uma série de significados e valores, não se pode descartar a importância enorme que cada um dá ao seu trabalho, principalmente aqueles indivíduos que respiram trabalho, perfil esse preocupante nas organizações, afinal quanto mais tempo se dedica ao trabalho mais importante ele fica na vida do indivíduo.

É importante frisar que trabalhar compulsivamente é doença e isso tem se tornado muito comum nos dias de hoje, quando isso se torna patológico precisa ser tratado, as reações psíquicas podem ser desencadeadas por vários fatores; cobrança, ritmo e duração da jornada de trabalho, atrasos na remuneração, o relacionamento com os colegas e chefe, problemas pessoais, injustiças, falta de reconhecimento profissional além das condições de trabalho também representam riscos a saúde mental do trabalhador.

O sofrimento psíquico do trabalhador, ou seja, esse sentimento de inferioridade, de angustia, desânimo e desespero, podem causar as mais diversas consequências a saúde como depressão, estresse, consumo exagerado em bebida alcoólica e outras drogas mais pesadas, fadiga crônica, distúrbio de sono entre outros…

É fundamental estar atento aos sintomas que dificultam as atividades diárias do indivíduo, causando inquietude e angustia na hora de desempenhar as principais funções no ambiente profissional, até uma simples reunião com a equipe muitas vezes se torna um fardo. A busca por ajuda nesse contexto é o mais aconselhável, iniciando um tratamento com programas voltados para a redução do estresse e ansiedade, é fato que fazem parte da vida de cada um de nós, mas descontroladas se tornam um problema grave e precisa ser tratado.

Enfim, funcionário saudável e feliz reduz consideravelmente o absenteísmo, estes engajados tem melhores resultados financeiros e operacionais, além de promover um ambiente mais leve e acolhedor, afinal, assim como o trabalho pode ser fonte de prazer também pode ser fonte de sofrimento, porém é importante investigar esta segunda hipótese e investir para que a empresa se torne um ambiente favorável, que traga inúmeros benefícios a ambos sem tortura e tristeza.

É importante lembrar que antes de qualquer diagnóstico, é preciso investigar o que realmente tem causado essa tristeza, até porque pessoas infelizes na vida, não vão encontrar felicidade no trabalho e podem ser levadas a quadros de depressão grave. Portanto, procure ajuda de um especialista!

Dicas De Bem Com a Vida

  • Pensamento positivo;
  • Mantenha o equilíbrio;
  • Evite discussões desnecessárias no ambiente de trabalho;
  • Procure se especializar, desperte as aptidões que há em você;
  • Respeite as condições humanas, seja acolhedor;
  • Cuidado com o estresse;
  • Crie novos hábitos;
  • Muito cuidado com o comodismo;
  • Não tenha medo, viva a vida sem culpa, seja leve;
  • Pratique Meditação/Yoga ou Exercícios físicos;
  • Acredite mais em você;
  • Não culpe as pessoas por seus problemas;
  • Peça ajuda se sentir que não consegue lidar com o que esta acontecendo com você.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Oficina de Criatividade

Oficina de Criatividade

Venha descobrir como é fácil exercitar a sua mente e desenvolver a sua criatividade.

Através de dinâmicas, jogos e desafios você vai aprender como desenvolver a sua criatividade e entender porque ela é tão importante e valorizada na carreira profissional.

Junte se a nós !!!!

MÃES: É HORA DE VOLTAR AO TRABALHO!

As mamães de plantão sabem bem como é aquela dor no peito, uma tristeza, onde muitas vezes nos falta o ar. Isso acontece quando a licença-maternidade chega ao fim e a dor da separação é inevitável. Muitas vezes esse sofrimento vem antes do tempo, essas mães sofrem por antecipação achando impossível essa separação. Essa dedicação integral ao bebê além de fortalecer o vínculo da mãe com o filho deixa mais difícil a separação.

Aprender a lidar com as frustrações e perdas é uma necessidade que faz parte do processo de crescimento do indivíduo, é “normal” essa sensação de insegurança, medo de onde e como deixar meu filho? “Ninguém vai consegui a não ser eu”. “Ele não vai sobreviver sem mim”. É importante destacar que muitas mães já passaram por isso e sobreviveram. Portanto a volta ao trabalho será difícil mas não impossível, afinal é um novo recomeço e se leva um tempo para se organizar emocionalmente.

O que não pode é fingir que esta tudo bem, que não esta sentindo nada, até porque retendo esse sentimento você estará adoecendo o corpo, pois pensando em resolver um problema, você cria um outro.  Muito cuidado!

É importante antes da volta ao trabalho exercitar esta ausência, ou seja, pedir a alguém de sua confiança que cuide do seu filho por alguns minutos, até para ser observado seu comportamento frente a esse contexto da volta ao trabalho. Isso ajuda no processo do desapego.

O medo é algo constante na vida desta mãe! Com quem devo deixar meu filho? Em quem confiar? Deixe seu filho com quem você confia. Se for uma creche, procure uma boa estrutura física, procure referência com amigos ou pessoas que já tem  filho nessa creche, converse com a pessoa que cuidará do seu bebê. Lembre-se ela não vai lhe substituir, não procure a perfeição, porque você não vai encontrar.

O erro de algumas mães é achar que vai encontrar alguém como elas para cuidar de seus pequenos e não vai. Até porque as pessoas são diferentes. Talvez encontre alguém melhor, mas não igual. Pense que você esta em um momento de resistência e adaptação a esse novo desafio e nada vai te agradar. É extremamente normal esse sintoma, só não pode ser exagerado.

As creches têm suas vantagens, ajudam na socialização da criança, nos limites sociais, é importante observar também o espaço físico, limpeza, higiene, procedência dos profissionais que estão trabalhando no local, experiência. Até mesmo a proximidade com o trabalho ou residência para fugir do trânsito. É fundamental a comodidade e a segurança da mãe e da criança nesse processo.

De acordo com o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, organizado pelo Ministério da Educação (MEC), as creches e pré-escolas devem educar cuidar e proporcionar brincadeiras, contribuindo para o desenvolvimento da personalidade, da linguagem e para a inclusão social da criança. Atividades como brincar, contar histórias, oficinas de desenho, pintura e música, além de cuidados com o corpo, são recomendadas para crianças que frequentam a escola nesta etapa.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Pesquise com calma onde ou com quem deixar seu bebê;
  • Confie no cuidador;
  • Dê tempo para o bebê se acostumar com quem vai cuidar dele;
  • Tenha sempre um plano B;
  • Não se culpe;
  • Tente controlar a ansiedade para não adoecer;
  • Converse com mães que passaram por este processo e hoje estão tranqüilas;
  • Fique tranquila quase 100% das mães já passaram por isso e sobreviveram;
  • Se não consegue lidar com tanta mudança procure um psicólogo.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

A CRISE DOS DOIS D

Infelizmente só se fala em crise econômica em todos os seguimentos e isso tem afetado a saúde das pessoas, o cenário nada positivo tem contribuído para que as empresas montem estratégias para não fechar as portas e dentro deste contexto os funcionários tem que se adequar a essa nova realidade afetando muitas vezes a autoestima e sua produtividade, criando um clima negativo dentro das empresas.

No ritmo de muita competitividade e incerteza os colaboradores sofrem inúmeras pressões e uma delas é a psicológica, causando danos emocionais graves. A competição que tem seu lado positivo no contexto profissional se torna um gatilho para as doenças psicológicas, com certeza se você esta trabalhando ou foi demitido sabe como é angustiante essa incerteza, dormir e acordar sem saber se no dia seguinte estará empregado.

A demissão é um processo que causa grande impacto na vida do indivíduo afetando principalmente sua autoestima, por mais crítico que se encontre o mercado, nunca se esta preparado para enfrentar a crise desempregado, as pessoas pensam em vencer a crise em seus empregos, pagando suas dívidas e manter a família. Porém nesse processo muitos estão adoecendo, dores físicas, insônia, ansiedade exagerada, irritabilidade, transtornos alimentares, estresse e depressão são algumas características deste adoecimento.

Mas o que isso tem haver com a crise? Tem tudo haver, se a empresa esta em crise, ela demite e demissão é sempre um episódio muito traumático na vida do indivíduo, principalmente quando ele tem inúmeros compromissos familiares, ou seja, todos sofrem danos, porém aquele indivíduo que tem vários dependentes sofre ainda mais e isso também contribui para os quadros depressivos.

A depressão é uma doença silenciosa e pode matar, estima-se que 350 milhões de pessoas de todas as idades sofrem com esse transtorno e a perda do emprego ou ameaça de perdê-lo “acentua” todos esses sintomas que acabam comprometendo seu desempenho profissional e suas relações interpessoais.

Segundo pesquisa do IBGE a taxa de desemprego no quarto trimestre de 2016 chegou a 12% o que representa 12,3 milhões de desempregados no Brasil. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), 121 milhões de pessoas sofrem de depressão em todo o mundo e a doença ainda é confundida com tristeza normal, fazendo os sintomas passarem despercebidos.É a quarta principal causa de incapacitação em todo o mundo e, de acordo com projeções da Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2030 ela será o mal mais prevalente do planeta, à frente de câncer e de algumas doenças infecciosas.

De acordo com essas estatísticas vivemos uma crise, a crise do Desemprego e a crise da Depressão ( Crise dos Dois Ds ), onde as estatísticas não são nada animadoras e outro problema crescente neste ciclo é a mortalidade por suicídio. Segundo pesquisa feita no dia mundial da prevenção do suicídio, que é todo dia 10 do mês de setembro, o suicídio na maior parte dos casos são executados por pessoas com depressão, infelizmente independente de sexo, faixa etária ou qualquer outra característica.

É preciso um olhar minucioso neste problema e urgentemente investir em soluções, afinal “cuidar da mente é cuidar da vida”.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Não se culpe;
  • Não tenha medo;
  • Não sinta vergonha;
  • Pense positivo;
  • Invista em cursos para valorizar ainda mais seu currículo;
  • Prepare-se para uma entrevista de emprego;
  • Faça uma pesquisa sobre a empresa que deseja trabalhar;
  • Renove sua rede de networking;
  • Curta a família;
  • Pratique exercícios físicos, meditação, yoga;
  • Seja criativo;
  • Mantenha contato com pessoas que te fazem bem;
  • Cuide da sua saúde mental;
  • Reorganize as dívidas;
  • Cuide da sua autoestima.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou desse artigo ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos