relacionamento

inveja

Quando a inveja vira doença

 

Inveja: Por que será que a grama do vizinho é sempre mais verde que a sua? Ou por que tudo da certo para ele e não pra mim? Sentimentos como esse muitas vezes viram obsessão ou contribuem para o adoecimento do indivíduo. Podemos destacar inúmeros motivos que levam algumas pessoas a alimentarem esse sentimento negativo, que traz muito sofrimento para quem tem e quem é perseguido pelo invejoso.

A inveja

O invejoso também é uma vitima de si mesmo. Porque ele nunca esta feliz, mesmo conseguindo o objeto desejado ele não consegue satisfazer o desejo de possuir o que o outro tem.

Segundo o dicionário a inveja é o desejo violento de possuir o bem alheio. Também considerada um dos pecados capitais porque uma pessoa invejosa ignora suas próprias bênçãos e prioriza o status de outra pessoa no lugar do próprio crescimento espiritual, o desejo exagerado por posses, status, habilidades e tudo que outra pessoa tem e consegue é um sentimento maléfico que traz danos para os dois lados, porque no fundo o invejo não é feliz, principalmente por ignorar tudo o que é e possui para cobiçar o que é do próximo.

A inveja é frequentemente confundida com o pecado capital da avareza, um desejo por riqueza material, a qual pode ou não pertencer a outros. A inveja na forma de ciúme é proibida nos Dez Mandamentos da Bíblia. Do latim invídia, que quer dizer olhar com malícia. Mas como se defender dos olhares negativos de indivíduos que muitas vezes se fazem de amigos e na verdade são vampiros, que sugam toda nossa energia nos deixando às vezes de cama. E quem disse que inveja não mata? Mata sim!!!

Em todos os aspectos esse sentimento ruim transmite uma energia pesada, adoece o outro e até chega à violência psicológica, agressões físicas e pode levar a morte. Conta a Bíblia que por Deus ter aceitado a oferta generosa de Abel em detrimento da oferta avara de Caim, este movido pela inveja matou o próprio irmão. Portanto mata e muitas vezes faz a pessoa perder a própria identidade.

É importante frisar que a inveja é consequência de vários fatores um deles é a frustração, a baixa autoestima e a autoconfiança desequilibrada, fatores esses que contribuem para que o indivíduo crie essa obsessão pelo bem alheio. Para eliminar esse sentimento é preciso encontrar suas qualidades, reconhecer seus valores, olhar para si e resgatar sua autoconfiança. E fazer sempre aquela temida pergunta: Como eu me vejo? E quando esse sentimento negativo vir mude o foco.

O mais importante em tudo isso é não se deixar contaminar com pensamentos negativos. Se as coisas não aconteceram, você vai tentar de novo, o pensamento positivo faz toda diferença em nossa vida. Uma atitude otimista faz um bem danado! Norman Vicent Peale, autor de O Poder do Pensamento Positivo, em 1952 já dizia: “Mude seus pensamentos e você mudará seu mundo”. É importante fazer nossa mente trabalhar a nosso favor.

Procure ajuda se há algo te tirando do foco, que não consegue controlar, que esta dificultando sua relação com seus amigos, sua família, converse com um profissional. Viver de bem com a vida é fundamental para se adquirir mais qualidade de vida!

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Ame-se;
  • Pensamento positivo sempre;
  • Pratique meditação;
  • Aprenda a ver o lado bom da vida;
  • Contribua com seu bem estar;
  • Descubra suas próprias qualidades;
  • Resgate sua autoestima;
  • Seja feliz sem ferir o outro.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe o seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais no site e também nas entrevistas para televisão, rádio, assim como, para a minha coluna semanal ( De bem com a vida ) no Jornal do Commércio.

Atenciosamente

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Namoro no ambiente de Trabalho

Namoro no ambiente de Trabalho

Namoro no ambiente de Trabalho

Namoro no ambiente de Trabalho: Essa semana uma de nossas leitoras sugeriu um tema bem interessante: Namoro no Ambiente de Trabalho, recentemente L.X.S começou um relacionamento com um colega de trabalho e ambos estão tensos, preocupados, com medo do relacionamento afetivo, trazer prejuízos no rendimento do trabalho.

Segundo nossa leitora eles trabalham no mesmo setor e as pessoas são extremamente fofoqueiras e maldosas.

Ambiente de Trabalho

Surpreendentemente cara L.X.S o relacionamento entre funcionários não é formalmente proibido, mas algumas companhias advertem sobre a prática nas normas de conduta da empresa. A postura do casal neste contexto é fundamental para evitar problemas, se faz necessário o bom senso.

O Namoro

O casal de namorados ou cônjuge tem que ter consciência que o ambiente de trabalho jamais poderá ser usado para lavar a “roupa suja” do casal, os problemas do casal não podem ser resolvidos na empresa e sim bem longe dela, evitando discussões, cenas de ciúme e birras.

Outro item importante que podemos destacar é o excesso de intimidade, apelidos carinhosos ou picantes deixe para fazer em casa, cuidado com o excesso de vigilância isso é muito desagradável para ambos.

Salientando que o ciúme não é saudável em nenhum contexto e inserido no ambiente de trabalho é um desastre! Isto cria um ambiente desarmonioso entre a equipe, gera muita fofoca, conflitos que chegam facilmente ao ouvido do chefe, em alguns casos leva a demissão do casal.

É importante ter em mente que ninguém é de ninguém, essa mania que o ciumento tem de controlar a vida de seu parceiros é doença, que também pode ser chamado de relacionamentos destrutivos, se você não sabe se controlar então evite esse tipo de namoro e procure um especialista.

O relacionamento a dois é maravilhoso em qualquer contexto, desde que seja saudável, nos traga leveza, alegria, não tristeza. Não se prenda a nada que te faz encolher!

Nada de se sentir perseguido, como se todos estão contra você, não é nada disso, existem vários relacionamentos no ambiente de trabalho que são até positivos, porém tudo vai depender de cada um dos envolvidos, como você funciona sobre pressão? Como você lida com as críticas?

Contudo muito importante o autoconhecimento, quando nos conhecemos melhor, nos tornamos pessoas mais equilibradas, evitando situações desnecessárias, contribuindo para nossa saúde mental no ambiente de trabalho.

No caso da separação do casal, evite que colegas de trabalho se envolvam mesmo que indiretamente neste processo, afinal esse é um problema para ser resolvido longe da empresa ou na terapia de casal. Toda separação é delicada, portanto pense bem antes de se envolver, e se necessário procure a ajuda de um especialista.

Também outro item importantíssimo interaja com seus colegas, evite viver isoladamente com seu namorado ou cônjuge no ambiente de trabalho, se seu relacionamento for levado com responsabilidade não haverá problemas, isso até poderá ser um fator positivo para seu chefe, afinal funcionários felizes, são mais produtivos.

Porem dica importante para você querida leitora, seja feliz, viva esse momento com responsabilidade, amorosidade e leveza, sem julgamentos.

Mais informações em outra fonte

Dicas De Bem Com a Vida

  • Respeite os limites;
  • Intimidades só em casa;
  • A postura do casal é fundamental neste contexto;
  • Mantenha o equilíbrio;
  • Siga o código de conduta da empresa;
  • Evite discursões desnecessárias no ambiente de trabalho;
  • Não tenha medo, viva a vida sem culpa, seja leve;
  • Problemas conjugais resolva longe do trabalho;
  • Cuidado com o ciúme em excesso;
  • Interaja com seus colegas de trabalho, não se isole;
  • Peça ajuda se perceber que isto está atrapalhando sua vida profissional.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Férias, correr, pular, diversão já

Férias, correr, pular, diversão já

Férias, correr, pular, diversão já

Esta chegando o período que as crianças mais gostam! Isso mesmo as férias.

E você já se programou para fazer algo diferente?

Tem diversão ou será o programa de sempre?

Vamos usar a criatividade e fazer algo divertido com os pequenos?

Por que será que essa época os pais já começam a se preocupar com o tempo livre das crianças?

O fato é que isso não poderia ser uma preocupação ou uma tortura, é preciso um olhar mais amoroso em relação ao tempo livre das crianças, usar a criatividade para fazer desse momento, um momento inesquecível para a família.

Planejar as férias não é impossível, porém quando não há planejamento as férias se tornam frustrantes para ambos os lados, ninguém se diverte e o que era para aproximar afasta.

Portanto antes de qualquer decisão é importante avaliar principalmente suas condições financeiras e planejar as férias sem pressão ou gastos desnecessários. Lembre-se férias é para relaxar não estressar.

Esse período deve ser sinônimo de alegria, união familiar, fortalecimento de vínculos e você pode ter tudo isso sem estresse ou mágoas.

É importante fazer desse momento um momento único, um momento para ser lembrado por todos com alegria e mesmo que você não tire férias, é possível separar um tempo para brincar com seu filho, planeje seu tempo, organize-se, participe de brincadeiras, faça um piquenique, faça uma barraca no quarto, enfim use sua criatividade, resgate a criança que existe em você.

As atividades que envolvem a família têm muito aprendizado e descoberta. Não expresse mau-humor porque seu filho esta de férias ou revele seu pânico.

É claro que na lista das férias não pode faltar um item importante o “amor” e para aproveitar melhor esse momento desligue-se dos aparelhos eletrônicos, lembre-se esse é um momento muito importante para seu filho, acolha esse momento com amorosidade, aceitação, permita o amor falar mais alto, desperte a criança adormecida em você, nossa criança interior nesse contexto nos traz muitos benefícios, experimente, permita-se!

Caso os pais sejam separados, combine os dias de lazer da criança, para que cada um monte um cronograma de diversão com a criança, à relação com a família é muito importante para o desenvolvimento da criança, lembre-se existe ex-marido, ex-sogra, mas nunca ex-filho.

É importante salientar que deixar a criança isolada no quarto com videogame, televisão, internet, onde só existe ela e o mundo virtual não é nada saudável. Até porque existem os perigos virtuais, bandidos só esperando uma oportunidade para atacar!

Zero para você se fizer isso!!!

Criança precisa brincar, criar, correr, suar, ser criança, e você pode sim fazer parte disso. Engana-se quem pensa que tem que ter dinheiro para fazer das férias uma diversão. Seja criativo, divertido, amigo das crianças e evite falar de trabalho neste momento, tenha em mente que esse é um momento seu e de seus pequenos.

Se o problema é falta de opções aqui temos:

10 dicas para se divertir com as crianças nas férias

E tbm:

12 opções para se divertir com as crianças durante as férias

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Muita atenção na hora de programar a diversão nas férias;
  • Peça a eles que enumerem o que gostariam de fazer;
  • E depois você analisa o que é possível realizar;
  • Leia uma história para seu filho;
  • Convide amigos das crianças para brincar em sua casa, combine com as mães um dia na casa de cada um;
  • Convide-o para fazer caminhada com você;
  • Sessão de cinema em casa com pipocas;
  • Faça um piquenique;
  • Combine um banho de rio ou piscina;
  • Brincadeiras no quintal é ótimo;
  • Use sua criatividade, tire ele do computador, criança tem que ser criança, brincar, suar, correr, pular e sorrir sempre.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Compaixão e amor

Compaixão e amor são necessidades, não luxo!

Compaixão e amor são necessidades, não luxo: Você sabe o que é compaixão? Você faz essa prática? Segundo o dicionário compaixão pode ser descrito como uma compreensão do estado emocional de outra pessoa, piedade, sentimento de pesar, de tristeza causado pela tragédia alheia e que desperta a vontade de ajudar o próximo, de confortar quem padece de algum mal: papa pede compaixão pelos pobres.

Porém isso é um estado de consciência, ou seja, você precisa estar neste estado de consciência, para fazer com que essa prática seja verdadeira é preciso entrar em um estado de amor, é raro encontrar alguém que tenha esse estado de consciência do amor, infelizmente as pessoas só podem dar o que tem dentro delas e observo que estamos carentes de atos de amor e compaixão.

A humanidade tem esquecido de ajudar seus semelhantes, o despertar para um olhar afetuoso, as pessoas se preocupam em julgar, ofender e ferir sem conhecer de fato em que contexto esta vivendo aquele indivíduo, quais suas dores, seus medos, apenas julgam.

Acredito que precisamos nos conectar mais com as pessoas, conversar olho no olho, ouvir realmente o que elas querem nos dizer, e ao fazer essa conexão nos tornaremos mais humanos e quem sabe descobriremos qual é nosso verdadeiro papel nesta vida.

É fácil ter compaixão a quem amamos, conhecemos, mas ter compaixão de um desconhecido ou até mesmo a quem você considera “inimigo” é difícil, porém não impossível.

Ver sempre o lado bom é maravilhoso, mas mexer nas impurezas, no que nos causa desconforto é um processo lento e delicado, estamos tão preocupados com nossos problemas que esquecemos que o outro também tem seus problemas suas limitações.

É fato que problemas todo mundo tem, a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional, é preciso nos libertar do que nos paralisa, nos mata lentamente e nos faz encolher. Infelizmente tem pessoas extremamente resistentes, carrancudas, amargas, negativas, carentes de amor, talvez não tenham experimentado o verdadeiro amor, portanto não sabem amar e não se pode julgá-las por isso.

Enfim vamos evitar julgamentos, vamos interagir de forma saudável com outras pessoas, vamos fazer uma faxina interior e nos permitir conhecer o amor, o amor ao outro, ser bom, porque a bondade não vem sozinha, ela vem com inúmeros benefícios a quem pratica e a quem recebe, mais amor e compaixão por favor!

Acolha o outro generosamente, com amorosidade sem julgamentos, se não pode fazer algo, não julgue, não seja cruel com si e com os outros, não crie propostas de destruição para você e para as outras pessoas, a verdadeira compaixão se dá sem interesses, ou seja, você não pode ajudar ninguém por interesse, se isso acontecer, você não esta minimizando o sofrimento de ninguém, continua sendo egoísta, tentando cessar apenas suas necessidades e não as necessidades do outro.

Segundo pesquisas a compaixão fortalece nosso sistema imunológico! Pense, reflita sobre suas ações, não trate as pessoas como objeto! E vamos treinar nossas crianças a terem compaixão!

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Olhe as pessoas com mais amor e sem julgamentos;
  • Se não pode ajudar, não julgue;
  • Ouça o que o outro tem a dizer;
  • Agradeça todos os dias por estar vivo;
  • Seja humilde, você não é o centro das atenções;
  • Aprenda com os erros dos outros;
  • Não seja inerte ao que ocorre ao seu redor;
  • Se envolva em trabalhos voluntários;
  • Pratique meditação/yoga;
  • Pratique o amor, a compaixão;
  • Não culpe o universo por seus problemas;
  • Compreenda seu problema para que possa enfrentá-lo melhor.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Depressão

Depressão na adolescência

Depressão na adolescência

A depressão na adolescência é um desafio para pais e especialistas, esse diagnóstico é difícil, por seus sintomas serem confundidos com sintomas relacionados as alterações comportamentais desta fase, portanto é extremamente necessário a avalição de um especialista, preferencialmente que trabalhe com adolescentes.

O papel da família é muito importante, o que se percebe neste contexto são críticas, julgamentos por falta de conhecimento, frases como: “Isso é frescura”, “ Isso é preguiça” ou “ Falta do que fazer” são comentários que não ajudam em nada esse adolescente, é fundamental o acolhimento, a escuta, olhar para seu filho e dizer “ estou aqui”, demostrar afeto, demonstrar que realmente se importa com ele.

É preciso observar o que esta acontecendo dentro de casa, muitos pais saem pela manhã e só voltam à noite e perdem a oportunidade de conhecer melhor os próprios filhos, outro fator que também contribui com a gravidade da depressão é a falta de conhecimento ou preconceito que acabam dificultando o diagnóstico, é preciso reforçar que depressão é uma doença, precisa ser tratada com seriedade, é uma das causas de morte crescente entre os jovens segundo a OMS.

Caso precise você pode contactar o Centro de Valorização da Vida que ajuda muitas pessoas com qualquer grau de depressão.

Talvez o maior problema seja realmente, falta de conhecimento e muito julgamento, enquanto fingir que a depressão não é um problema grave, essa epidemia ganhará força silenciosamente e contribuirá com a desvalorização da vida, infelizmente o final de uma doença cruel como essa é em sua grande maioria o suicídio.

Segundo pesquisas 90% das pessoas que cometem o suicídio sofrem de algum transtorno entre eles a depressão, dependência de álcool ou outras drogas. É importante ficar alerta aos sinais, pais, mães, irmãos e amigos próximos do deprimido, observar as mudanças de comportamento e procurar um especialista, em muitos casos é extremamente necessário à busca por um psiquiatra para se identificar se há algum distúrbio a ser tratado ou se há abuso de drogas, tudo tem que ser analisado minuciosamente e para isso se faz necessário a avaliação de um especialista.

Reduzir a taxa de suicídio é um desafio coletivo, todos tem que estar envolvidos, o silêncio tem que ser rompido, é alarmante o numero crescente de jovens que tem desistido da vida a troca de informações pode ser muito útil para diminuir esses índices.

É importante promover a vida, o amor, fase difícil todo mundo tem, mas é importante acreditar em um novo amanhã, uma nova chance de fazer diferente, conectar-se com algo positivo que nos faz adquirir forças para enfrentar nossos maiores desafios, e se não for possível passar por isso sozinho, vamos buscar ajuda, depressão tem tratamento, e o mais importante é dar esse primeiro passo, sozinho se torna difícil essa caminhada é procurar ajuda já é um grande passo neste processo.

Algumas características que pode-se observar na depressão

  • Irritação;
  • Mudança de humor;
  • Agressividade;
  • Isolamento;
  • Insônia;
  • Perda de interesse nas atividades normais;
  • Baixa autoestima entre outros…
  • Também podemos identificar reações físicas

Dores de barriga, má digestão, azia, flatulência, diarreia, dores de cabeça, e outras dores sem qualquer explicação cientifica.

Dica importante: Se conhece alguém que esta com depressão, não julgue, faça o acolhimento ou indique um especialista, mas não julgue!
Sempre chame algum especialista

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Fale com alguém sobre isso;
  • Sentir-se triste o tempo todo não é normal;
  • Pais: conversem com seus filhos;
  • É fundamental fortalecer os vínculos familiares;
  • Evite pensamentos negativos;
  • Praticas de atividade físicas ajudam muito;
  • Pais: Observem o comportamento de seus filhos;
  • Adolescente: Dê mais valor à vida!

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Maternidade tardia

Maternidade tardia

Maternidade tardia: A vida fértil da mulher é como se fosse uma ampulheta, com o tempo ela vai diminuindo e quando chega uma certa idade, muitas tem a sensação que a areia passa mais rápido, é como se vivessem uma luta contra o relógio e isso acaba causando muita angustia e ansiedade.

Antigamente era comum ser mãe entre os 17 e 25 anos, atualmente o que se percebe são mulheres que deixam para vivenciar o processo da maternidade bem mais tarde, muitas pensam em construir famílias bem menores que suas avós e mãe, é cada vez mais comum as mulheres decidirem investir na carreira profissional, nos estudos, pensando em se preparar para receber essa criança, ou seja, querem dar o melhor para seus filhos e com isso a maternidade vai ficando para mais tarde.

Perfil da Maternidade tardia

Existem vários perfis neste contexto, a mulher que tem medo de perder sua liberdade, aquela que quer estudar mais, aquela que acha que nunca vai poder parar de trabalhar, além do medo de adquirir essa responsabilidade e não ser capaz de lidar com essa nova fase.

O mais importante nesse processo é não idealizar demais esse momento, não existe o momento ideal, existe o momento possível.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram um aumento de nascimentos de mães com idade entre 30 e 39 anos, o total de mulheres grávidas com mais de 50 anos cresceu 40,6% no país na última década. Os perfis de mulheres que estão dando prioridade para a carreira e os estudos tem sido cada vez mais comum, essa faixa etária tem aumentado nos últimos anos.

Existem mitos sobre a gravidez tardia, portanto antes de decidir engravidar é importante procurar um especialista, fazer os exames necessários para se ter uma gravidez saudável, independente da idade a saúde da mãe e da criança esta em primeiro lugar e assim vivenciar esse momento sem culpa, angustia e estresse.

É importante ao decidir engravidar que esse seja um processo em conjunto com o parceiro, muitas vezes essa mulher esta preparada e seu parceiro não, ou acontece o contrário, o envolvimento dos dois nesse contexto é muito importante para essa criança, esse vínculo traz inúmeros benefícios para todos envolvidos.

É engraçado que às vezes ouço no consultório homens que dizem sentir todo o processo da gravidez da esposa, incluindo enjoos e desejos…. Ou seja, ele esta tão envolvido no processo da maternidade que acaba adquirindo alguns sintomas da gravidez de sua companheira.

É importante reforçar que ser mãe é uma bênção na vida de uma mulher e viver esse momento é algo único, o milagre da vida, do amor, da esperança, traz para uma mulher um aprendizado imenso, um amor sem medida, um amor que supera qualquer obstáculo e o mais importante nesse processo é controlar a ansiedade, se permitir ser uma mãe sem culpa, sem medo, apenas ser mãe.

Quero deixar aqui um Feliz dia das mães a todas essas mulheres que são anjo na vida de seus filhos.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Reflita o que realmente é prioridade na sua vida;
  • Vivencie esse momento sem culpa;
  • Controle a ansiedade desse momento;
  • Não idealize demais;
  • Não se prenda a opinião alheia;
  • Compartilhe com seu parceiro sua decisão de ser mãe;
  • Se esse processo lhe causa angustia, procure um especialista;
  • Não existe o momento certo, existe o momento possível;
  • Lembre-se os desafios existem para serem superados;
  • Mesmo não sendo uma gravidez “planejada” viva esse momento com amorosidade, sem culpa, sem medo.
  • Seja feliz e aproveite esse momento único;

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Vínculos familiares

Vínculos familiares e sua total importância

Vínculos familiares

Quando o assunto é família logo nos lembramos de nossos pais, avós, aquele almoço em família, onde todos falam ao mesmo tempo, com gargalhadas e muitas histórias e assim são construídos os vínculos familiares, porém em alguns lares isso não existe mais, a casa onde todos moram juntos e se tornam estranhos com seus smartphones, tabletes e celular, as refeições não são mais as mesmas, pais e filhos não interagem, não se olham ou mal se conhecem, as alegrias perdem espaço para esse mundo triste e solitário de muitas crianças e adolescentes.

Neste mundo acelerado, onde as tecnologias estão sendo usadas descontroladamente, o silêncio é sinal de perigo e o isolamento é um dos caminhos para uma tristeza que pode matar, é fundamental o fortalecimento dos vínculos familiares para superar os obstáculos da vida, enfrentar o inimigo oculto que se instala silenciosamente em muitos lares, ainda há sim chance de mudar esse quadro, ainda há sim chance de quebrar as muralhas instaladas no quarto dos filhos, enquanto houver amor, fé e diálogo tudo é possível.

Sua importância

É importante não permitir que o mal se instale e destrua sua família, ore, entregue-se ao amor, valorize sua família, sua vida e ensine o mesmo a seus filhos, ensine-o a respeitar as pessoas, a cuidar do meio ambiente, a valorizar a vida dele e a vida dos outros, reforce a ética, o respeito aos mais velhos, aos animais, enfim, como dizia Içami Tiba “ Quem Ama Educa”.

Ninguém sobrevive em um mundo de conto de fadas, tudo na vida precisa de limites e limites é o que pouco se vê nesta geração de pequenos brilhantes, ou melhor de pequenos sem limites.

Certo dia estava em um restaurante e presenciei uma cena onde um casal, estava totalmente refém do filho, a criança parecia ter apenas 6 anos, ela gritava, jogava comida na mesa, xingava os pais em alto e bom som e estes totalmente refém daquela situação. Depois descobri que a criança estava fazendo birra, queria sorvete antes do almoço e claro conseguiu, depois de alguns minutos estava tomando o tal sorvete e a comida jogada na mesa.

Muitas vezes temos medo de dizer não para nossos pequenos, como se eles fossem de vidro, se ouvir um não quebra, é importante desde cedo aprender a lidar com as frustrações e saber que na vida tudo tem limite.

A família tem um papel fundamental na formação de seus pequenos, é importante ser firme, mostrar para a criança que o mundo não gira em torno dela e esses limites são importantes para seu desenvolvimento, afinal a vida não é um conto de fadas.

Dizer não, não é um bicho de sete cabeças, faz parte da educação dos pequenos é claro que é preciso entender a dinâmica de cada um, sem julgamentos, sem traumas, observando suas peculiaridades, reforço ainda mais atenção às mudanças de comportamentos dessas crianças e adolescentes, observe os sinais e salve vidas!

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Quebre a rotina, faça algo divertido com sua família;
  • Crie jogos em família;
  • Programe viagens com a família;
  • Chame seus filhos para fazer um exercício físico com você;
  • Brinque de bola com seu filho;
  • Mostre interesse nas atividades que seu filho desenvolve;
  • Aproxime-se de sua família;
  • Limite-se em atender seu celular quando estiver curtindo sua família;
  • Vá à igreja, família que ora junto se fortalece;
  • Evite julgamentos;
  • Faça elogios, incentive seu filho;
  • Sorria, escute, brinque, abrace, beije, demonstre amor a sua família;

Click no link abaixo para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click no link abaixo para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou desse artigo ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

O Mundo precisa de Paz, Amor, Solidariedade e Respeito

O que mais temos observado são cenas de horror pelo mundo, crianças, adolescentes e adultos morrendo em meio a uma guerra que não tem fim, ficamos chocados também coma falta de respeito que as pessoas insistem em ter com os mortos, hoje a solidariedade esta esquecida, as pessoas se preocupam em tirar fotos ou fazer um filme do horror pensando nos likes. Que sociedade é essa? Onde estão nossos valores familiares, a empatia, o respeito com o outro, com sua dor? Qual o modelo de mundo que estamos deixando para nossos filhos e netos?

Tenho observado cenas que agridem, desrespeitam e ferem a alma humana e muitos batendo palmas, idolatrando um exemplo deturbado do que realmente é respeito, será que estamos tão ultrapassados que é normal agredir uma mulher verbalmente, psicologicamente, fisicamente e assim ter o apoio da população? Sinceramente tenho me feito a seguinte pergunta: Que modelo de mundo é esse? Confesso que estou sem respostas….

Mesmo sendo chamada de atrasada, careta ou fora de moda, ainda assim não abro mão do que acredito ser o certo, da educação que recebi de meus pais, confesso que não sou dona da razão, porém acredito que a família é à base de tudo e muito importante na formação de nosso caráter. Vejo jovens tendo como modelo, péssimos exemplos, acredito que nós como pais e responsáveis por nossos filhos temos que acordar urgentemente! Deixar o mundo virtual e ser pai e mãe, porque as crianças estão sendo educadas por seus tabletes assessoradas pela internet, é fácil não dá trabalho.

Engana-se quem pensa que criar um filho é deixa-lo no quarto com a internet e seus amigos virtuais, vamos acordar já, para não chorar depois! É preciso reforçar os vínculos familiares, educação, respeito e amor ao próximo, ensinar para os meninos que as mulheres merecem respeito e não ser vista como um objeto sexual.

Recentemente conversando com uma de minhas leitoras Vanessa Costa comentamos sobre aqueles indivíduos que vivem em cárcere de sua rotina individual, pessoas que só pensam em si mesmas, vivem no glamour, são super populares, porém vazias, fúteis, nunca fazem nada por seu próximo, vivem no mundo de Alice, totalmente fora da realidade, nas mídias sociais dizem lamentar pela violência do planeta, porém não fala com a mãe, nunca deu um bom dia para o porteiro do prédio ou o vizinho ao lado, vivem uma farsa. Infelizmente não é difícil encontrar esse perfil por aí.

Porém sempre é tempo de fazer diferente, ser hoje alguém melhor que ontem, não desista de seus filhos, não desista de você, ame seu próximo, dinheiro não compra a paz de espirito de ninguém, magoas, raiva, inveja são sentimentos que podem fazer parte da vida de qualquer pessoa, mas não se deve dar força a sentimentos negativos. Dê força ao amor, a solidariedade, a paz, a união entre os povos, só assim você encontrará o que tanto procura. Pense nisso!

Quero agradecer nossa leitora Vanessa Silva da Costa na sugestão do tema!

DICAS DE BEM COM A VIDA

– Sorria, converse com amigos, seja leve;

– Converse mais com as pessoas fora do mundo virtual;

– Fortaleça seus vínculos familiares;

– Faça o bem e faça esse bem se multiplicar;

– Leve uma palavra amiga, um sorriso, um apoio a alguém;

– Saia de sua zona de conforto e ajude seu próximo;

– Seja menos egoísta;

– Pare de reclamar da vida o tempo todo, aprenda com os erros e faça a diferença;

Click no link abaixo para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click no link abaixo para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou desse artigo ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

O CIÚME PATOLÓGICO MALTRATA

Recentemente recebi um e-mail sugerindo esse tema, uma de nossas leitoras esta sofrendo com um ciúme doentio e não sabe o que fazer para não perder o amor da sua vida. Neste e-mail ela relata sofrer com um ciúme incontrolável, já fez terapia, porém quando acha que esta bem interrompe o tratamento por conta própria e claro isso tem graves consequências, afinal quem dar alta ao paciente é o médico e neste caso quem poderia encerrar as sessões é seu psicólogo. As terapias na maioria das vezes são a longo prazo e quando o paciente desiste no meio do tratamento isso pode trazer inúmeros problemas. Portanto não pare tratamento nenhum sem o conhecimento de seu médico, se surgir dúvidas, pergunte, converse com seu médico ou terapeuta, até porque o ciúme quando doentio precisa de tratamento.

O ciúme faz parte de qualquer ser humano, pois é um sentimento ligado aos cuidados das pessoas que amam. Porém, quando esse “cuidar” da pessoa amada passa a ser uma obsessão, quando cresce a vontade de ter controle sobre a vida do parceiro e o relacionamento tem crises por ciúme e desconfiança é preciso buscar ajuda profissional, o ciúme doentio é um transtorno emocional que traz diversos prejuízos para a pessoa, para seu parceiro, para os amigos que muitas vezes tentam ajudar e são mal interpretados, infelizmente é devastador e traz muito sofrimento na vida de todos envolvidos.

Mas o que é realmente ciúme patológico? Qual a diferença entre o ciúme normal e o doentio? O ciúme normal é benéfico todos tem, em alguns casos até tempera a relação e aumenta a paixão o desejo. Esse cuidado com o outro não maltrata é visto como cuidado, proteção e amor.

O ciúme patológico (doentio) também conhecido como síndrome de Otelo. É o desejo inconsciente da ameaça de um rival, assim como o desejo obsessivo de controle total sobre os sentimentos e comportamentos do outro. Esse é maléfico, maltrata, causa insegurança, dor, tristeza, delírios ou seja desperta situações imaginárias, a traição é baseada em fantasias que o ciumento cria na sua cabeça, fato este extremamente perigoso porque ele realmente acredita que esteja sendo traído, mesmo sem fatos concretos.

Na verdade todos sofrem neste contexto, o ciumento, a vítima e a família de ambos, além de trazer sérios problemas na vida profissional, porque a pessoa não consegue se concentrar no trabalho preocupada com o que o parceiro ou parceira esta fazendo a cada minuto, e com as redes sociais esse sintoma só aumenta, onde se mistura com uma ansiedade incontrolável que leva o indivíduo a desencadear outros problemas emocionais. O acompanhamento psicológico é extremamente importante para o sujeito ciumento e a vítima. Nesse processo o acompanhamento da família é muito importante, isso ajuda o indivíduo a resgatar sua identidade, sua autoestima, outro fator importante é não interromper o tratamento, é fundamental o acompanhamento de um especialista. Não se iluda pensando que vai resolver o problema sozinho, procure ajuda!

Querida leitora, volte a terapia, esse é um problema que não se resolve sozinha é preciso a ajuda de um profissional

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Coloque-se no lugar do outro;
  • Ame-se;
  • Resgate sua autoestima;
  • Mantenha o autocontrole;
  • Perceba suas qualidades;
  • Pratique meditação/ioga, relaxe;
  • Pratique o diálogo;
  • Busque atividades que tirem você de pensamentos negativos;
  • Procure ajuda médica e psicológica quando a patologia estiver caminhando para níveis muito avançados;
  • Procure ajuda ou denuncie o seu parceiro (ou parceira) caso você esteja sendo vítima de agressões físicas ou ameaças;
  • Não seja inconveniente;

Click no link abaixo para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click no link abaixo para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Suicidio

Suicídio: Epidemia Silenciosa

Suicídio – Epidemia Silenciosa: Dia 10 de setembro é o dia mundial da prevenção do suicídio. Segundo pesquisas o suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens no mundo entre 15 e 29 anos. No Brasil é a terceira maior causa entre os jovens. E o que se tem feito para diminuir as estatísticas? Por que aumenta tanto o número de jovens que decidem terminar com a própria vida no Brasil?   No Brasil, estima-se que 25 pessoas cometam suicídio por dia.

De acordo com a (OMS) Organização Mundial de Saúde, uma pessoa se suicida a cada 40 segundos a tendência é de crescimento dessas mortes entre os jovens, especialmente nos países em desenvolvimento. Nos últimos vinte anos, o suicídio cresceu 30% entre os brasileiros com idades de 15 a 29 anos. No mundo, cerca de um milhão de pessoas morrem anualmente por essa causa. A OMS estima que haverá 1,5 milhão de vidas perdidas por suicídio em 2020, representando 2,4% de todas as mortes. Todo dia, 28 brasileiros se suicidam e, para cada morte, há entre 10 e 20 tentativas.

Segundo pesquisas 90% das pessoas que cometem o suicídio sofrem de algum transtorno entre eles a depressão, dependência de álcool ou outras drogas. É importante ficar alerta aos sinais, pais, mães, irmãos e amigos próximos fiquem atentos a mudança de comportamento, ou seja, quando a pessoa começa a falar em suicídio, procura se isolar, começa a querer se despedir de parentes,  esta triste, com baixa auto estima entre outros.

É importante a busca por um psiquiatra para ser identificado se há algum distúrbio a ser tratado ou se há abuso de drogas, tudo tem que ser analisado minuciosamente e para isso só um especialista. Diante da gravidade do assunto pouco se ouve falar, existe um tabu, é preciso mais visibilidade sobre o tema.

Reduzir a taxa de suicídio é um desafio coletivo, todos tem que esta envolvidos, o silêncio tem que ser rompido, é alarmante o numero crescente de jovens que tem desistido da vida a troca de informações pode ser muito útil para diminuir esses índices.

É importante destacar que toda tentativa tem que ser olhada com atenção. Muitas vezes é visto apenas como se a pessoa estivesse querendo chamar atenção, não pode ser visto dessa forma. É um problema sério, grave e precisa ser tratado como tal. É preciso quebrar tabus e abordar mais esse tema, na tentativa de evitar mais casos. Abordar essa temática na mídia, nas escolas, instituições, igrejas e familiares faz com que isso ganhe visibilidade e assim mostrar para essas pessoas que existe ajuda.

Recentemente em um congresso ouvi o relato de uma mãe que encontrou seu filho mais velho enforcado no quarto com o próprio cinto. E evidente o sofrimento da família nestes casos. Existem vários “Se”.  “Se eu estivesse entrando antes” “Se eu estivesse ouvido mais, prestado atenção mais” “Se eu estivesse lá, ele estaria comigo”. Enfim é dolorosa demais a perda de um filho. E o que podemos fazer para amenizar essa dor? Será que estamos preparados para ouvir um pedido de socorro?

São varias as causas que levam a pessoa a cometer o suicídio, entre elas os transtornos mentais, como transtorno de humor que leva a depressão, também outras causas que não os transtorno, são atitudes impulsivas de pessoas diante de uma perda de emprego, fim de um relacionamento, morte de um familiar entre outros. Segundo pesquisas o risco de suicídio em pessoas com perturbações de humor (principalmente depressão) é de 6 a 15%.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Você não sabe lidar com esse pensamento suicida! Procure ajuda de um profissional;
  • Peça ajuda;
  • Converse com alguém;
  • A morte não é a solução.

Click no link abaixo para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click no link abaixo para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Se estiver precisando de qualquer ajuda ou consulta, por favor, não exite em entrar em contato.

 Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br