Terapia

Síndrome do Pânico

Síndrome do Pânico: A importância do tratamento

Síndrome do Pânico: O Brasil tem mais de 9% da população com algum transtorno de ansiedade, são mais de 18 milhões de pessoas nessa situação de acordo com a reportagem do fantástico (20.08.17).

Infelizmente esses dados não são uma boa notícia, mas o que tem contribuído para que as pessoas tenham essa ansiedade exagerada?

Muito se fala em ansiedade, estresse, síndrome do pânico e depressão, mas o que estamos fazendo para perder o equilíbrio? Ou melhor o que temos feito para não perder o equilíbrio?

Enfim vários fatores podem contribuir para esse desequilíbrio.

Infelizmente os transtornos mentais tem afetado milhões de pessoas e a estatística só aumentam. Vive-se uma epidemia silenciosa de suicídio, depressão entre outras doenças e isso é alarmante.

É claro que a ansiedade faz parte da vida do indivíduo, é um recurso natural, porém quando traz sintomas desagradáveis para o corpo e a mente se torna patológica, afinal tudo em exagero acaba nos adoecendo e as cobranças da vida moderna são alguns geradores dos quadros ansiosos, neste contexto é extremamente importante o acompanhamento de um psicólogo ou psiquiatra.

Nosso cérebro também tem um sistema de alerta, quando percebemos uma ameaça ele nos prepara para fugir ou lutar, neste contexto sentir medo é normal. Porém quando esse alarme dispara sem motivos, temos uma síndrome, a síndrome do pânico.

Quem sofre com a síndrome do pânico costuma ter crises de medo ou ansiedade que vem do nada, como o simples fato de ficar sozinho em casa, o sistema de alerta fica desgovernado, a respiração acelera, o coração dispara, os músculos ficam tensos, calafrios ou o suor aumenta, ao perceber esses sintomas a pessoa fica ainda mais ansiosa, então cresce a sensação de que vai morrer, acha que não tem saída. É desesperador a sensação de quem sofre com esta síndrome.

É muito importante frisar que a síndrome do pânico não é frescura, não é falta do que fazer, é doença, precisa de tratamento, não julgamento.

O paciente precisa ser acolhido, tratado e não julgado! Se não pode ajudar, não julgue!

Síndrome do Pânico

Algumas características da síndrome:

  • Tremor ou abalos;
  • Medo de morrer;
  • Sudorese;
  • Tremores;
  • Paralisação;
  • Calafrios ou onda de calor;
  • Tensão nos músculos;
  • Taquicardia entre outros…

Segundo a Previdência Social, os transtornos mentais já são a terceira razão de afastamentos do trabalho no Brasil, sendo que os gastos do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) giram em torno de R$ 200 milhões em pagamentos de benefícios anuais, dado que reforça a importância de se criar medidas de prevenção.

Nesse contexto, a ansiedade, síndrome do pânico, assim como a depressão, são os males que mais afetam as pessoas.

Levantamentos da Organização Mundial da Saúde (OMS), mostram que atualmente cerca de 33% da população mundial sofre de ansiedade.

O Brasil tem aparecido sempre entre os primeiros das listas da organização.

Vamos nos conectar com o que nos faz bem, procurar relaxar, parar de sofrer por antecipação, adquirindo mais qualidade de vida, você poderá contribuir para a redução do estresse e ansiedade, evitando assim vários problemas emocionais, afinal “

Cuidar da  mente é cuidar da vida”.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Viva melhor o seu aqui agora;
  • Conecte-se com o que te faz bem;
  • Saiba a diferença entre pânico e medo;
  • Visite seu médico regularmente;
  • Curta mais sua família;
  • Evite diagnósticos precipitados, procure um especialista;
  • Respeite seu sono e durma;
  • Pratique exercícios físicos;
  • Pratique meditação/yoga
  • Mantenha a calma;
  • Evite sofrer por antecipação;
  • Se não conseguir controlar sua ansiedade procure ajuda de um especialista.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Esclareça suas dúvidas, estamos a disposição para melhor atendê-lo sobre nossos serviços e nossa infraestrutura.

 (92) 99127-6558/3087-8618

 contato@dilzasantos.com.br

Depressão

Depressão na adolescência

Depressão na adolescência

A depressão na adolescência é um desafio para pais e especialistas, esse diagnóstico é difícil, por seus sintomas serem confundidos com sintomas relacionados as alterações comportamentais desta fase, portanto é extremamente necessário a avalição de um especialista, preferencialmente que trabalhe com adolescentes.

O papel da família é muito importante, o que se percebe neste contexto são críticas, julgamentos por falta de conhecimento, frases como: “Isso é frescura”, “ Isso é preguiça” ou “ Falta do que fazer” são comentários que não ajudam em nada esse adolescente, é fundamental o acolhimento, a escuta, olhar para seu filho e dizer “ estou aqui”, demostrar afeto, demonstrar que realmente se importa com ele.

É preciso observar o que esta acontecendo dentro de casa, muitos pais saem pela manhã e só voltam à noite e perdem a oportunidade de conhecer melhor os próprios filhos, outro fator que também contribui com a gravidade da depressão é a falta de conhecimento ou preconceito que acabam dificultando o diagnóstico, é preciso reforçar que depressão é uma doença, precisa ser tratada com seriedade, é uma das causas de morte crescente entre os jovens segundo a OMS.

Caso precise você pode contactar o Centro de Valorização da Vida que ajuda muitas pessoas com qualquer grau de depressão.

Talvez o maior problema seja realmente, falta de conhecimento e muito julgamento, enquanto fingir que a depressão não é um problema grave, essa epidemia ganhará força silenciosamente e contribuirá com a desvalorização da vida, infelizmente o final de uma doença cruel como essa é em sua grande maioria o suicídio.

Segundo pesquisas 90% das pessoas que cometem o suicídio sofrem de algum transtorno entre eles a depressão, dependência de álcool ou outras drogas. É importante ficar alerta aos sinais, pais, mães, irmãos e amigos próximos do deprimido, observar as mudanças de comportamento e procurar um especialista, em muitos casos é extremamente necessário à busca por um psiquiatra para se identificar se há algum distúrbio a ser tratado ou se há abuso de drogas, tudo tem que ser analisado minuciosamente e para isso se faz necessário a avaliação de um especialista.

Reduzir a taxa de suicídio é um desafio coletivo, todos tem que estar envolvidos, o silêncio tem que ser rompido, é alarmante o numero crescente de jovens que tem desistido da vida a troca de informações pode ser muito útil para diminuir esses índices.

É importante promover a vida, o amor, fase difícil todo mundo tem, mas é importante acreditar em um novo amanhã, uma nova chance de fazer diferente, conectar-se com algo positivo que nos faz adquirir forças para enfrentar nossos maiores desafios, e se não for possível passar por isso sozinho, vamos buscar ajuda, depressão tem tratamento, e o mais importante é dar esse primeiro passo, sozinho se torna difícil essa caminhada é procurar ajuda já é um grande passo neste processo.

Algumas características que pode-se observar na depressão

  • Irritação;
  • Mudança de humor;
  • Agressividade;
  • Isolamento;
  • Insônia;
  • Perda de interesse nas atividades normais;
  • Baixa autoestima entre outros…
  • Também podemos identificar reações físicas

Dores de barriga, má digestão, azia, flatulência, diarreia, dores de cabeça, e outras dores sem qualquer explicação cientifica.

Dica importante: Se conhece alguém que esta com depressão, não julgue, faça o acolhimento ou indique um especialista, mas não julgue!
Sempre chame algum especialista

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Fale com alguém sobre isso;
  • Sentir-se triste o tempo todo não é normal;
  • Pais: conversem com seus filhos;
  • É fundamental fortalecer os vínculos familiares;
  • Evite pensamentos negativos;
  • Praticas de atividade físicas ajudam muito;
  • Pais: Observem o comportamento de seus filhos;
  • Adolescente: Dê mais valor à vida!

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br

Jardinagem terapêutica

Jardinagem terapêutica e seus benefícios

Jardinagem Terapêutica

É fato que o contato com a natureza faz bem, transmite energia positiva, essa conexão com a natureza que traz inúmeros benefícios tem ganhado cada vez mais espaço nas cidades de pedra.

Pesquisas recentes comprovam que cuidar das plantas é uma atividade saudável, controla os níveis de ansiedade e estresse além de contribuir com o bom humor evitando assim a depressão. Porém é necessário nos reconectar com as plantas, visitar parques, jardins, olhar as cores, sentir o aroma das flores, perceber a sensação que essas plantas nos passam quando estamos próximos a elas.

Conversando com várias pessoas que fazem essa pratica cheguei à seguinte conclusão, não é você que escolhe a planta é ela que te escolhe.

Muitas vezes você vai a um lugar para comprar uma determinada planta e acaba levando outra, além de levar a terra, as sementes, logo você visualiza o seu lindo jardim levantando seu astral e até deixando o que esta te incomodando naquele momento de lado.

As sensações que as plantas passam através de sua ressonância nos fornece energia positiva. Enfim você se encanta com as cores, as formas, os aromas e estimula todos os seus sentidos.

As plantas têm ajudado muito no processo terapêutico como complementar.

Uma casa com plantas fica mais animada, tem cor, tem vida e ser responsável por seu próprio jardim é extremamente benéfico, nesse processo você ocupa a mente e não pensa em coisas negativas. Infelizmente as novas tecnologias têm contribuído para que o indivíduo adoeça, o uso desenfreado de aparelhos eletrônicos entre adultos e crianças é preocupante, as crianças não pisam na terra, não admiram as flores, não se expõe ao sol, estão deficientes de vitamina D por estarem isoladas com seus tabletes.

É extremamente importante para adultos e crianças o contato com a natureza, onde ajuda a desenvolver os sentidos, proporcionando a saúde física e mental das pessoas, além de proporcionar um bem estar imenso.

Destacando que os espaços verdes humanizam as pessoas através do contato direto e pleno com a natureza. Esse contato faz com que os seres humanos se conscientizem que eles fazem parte da natureza, trazendo para si a paz, a harmonia e o equilíbrio necessário para viver bem o dia a dia. Se você parar para observar a delicadeza das plantas logo sentirá essa energia positiva que ela transmite no ambiente.

Existem flores de todos os tipos, de todas as cores e mistérios e essa diversidade nos encanta, existem plantas que nascem penduradas a outras, outras delicadas, às vezes elas secam e renascem mais bonitas e mais fortes é impressionante a transformação que ocorre com elas.

Assim muitas vezes são as pessoas, é preciso essa “reconexão” para se obter mais saúde e bem estar, afinal a natureza faz parte de nós!

Dicas de bem com a vida 

  • Olhe com mais carinho para as plantas;
  • Crie um jardim na sua casa;
  • Dê um colorido no seu trabalho, um vaso de planta na sua mesa de trabalho atrai muita energia positiva;
  • Deixe as flores escolherem você;
  • Dê valor às pequenas coisas na sua vida;
  • Evite o isolamento, converse com pessoas, com as plantas;
  • Se você vivi em apartamento crie um mini jardim em sua varanda;
  • Relaxe, Respire o aroma das plantas a sua volta;
  • Conecte-se com a natureza;
  • Medite;
  • Plante uma árvore, faça uma horta;
  • Observe melhor o mundo a sua volta;
  • Criar um jardim, cuidar dele, isso ajudará no combate a depressão

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar: Jardinagem Terapêutica

É fato que o contato com a natureza faz bem, transmite energia positiva, essa conexão com a natureza que traz inúmeros benefícios tem ganhado cada vez mais espaço nas cidades de pedra. Pesquisas recentes comprovam que cuidar das plantas é uma atividade saudável, controla os níveis de ansiedade e estresse além de contribuir com o bom humor evitando assim a depressão. Porém é necessário nos reconectar com as plantas, visitar parques, jardins, olhar as cores, sentir o aroma das flores, perceber a sensação que essas plantas nos passam quando estamos próximos a elas.

 

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente

Dilza Santos

Matriz: AV. Cláudio Protilho, N.º 365 Eliza Miranda Mall – Distrito Industrial – Manaus – Amazonas – CEP: 69077-738.

 Unidade I: Adianópolis.

 Unidade II: Vieiralves

 (92) 99127-6558

 dilza@dilzasantos.com.br