VIOLÊNCIA SEXUAL: INÚMEROS DANOS!

Infelizmente a violência sexual tem ganhado espaço na mídia constantemente e as estatísticas aumentam a cada dia, muitas vítimas quebram o silêncio e relatam o momento traumático que viveram, uma ferida que pode ser aberta a qualquer momento quando tratada erroneamente. É triste saber que a cada 11 minutos uma mulher é violentada no Brasil e 70% dos estupros são cometidos por parentes ou pessoas próximas da vítima.

O que nos causa espanto é que fatos como estes são frequentes, principalmente com crianças e adolescentes, nem mesmo os homens escapam de tal violência que traz graves consequências e danos. As vítimas de violência sexual ficam envergonhadas, com medo e tem dificuldade de denunciar e pedir ajuda.

É fundamental levar em consideração que elas sofreram um trauma emocional e físico muito grande e na maioria das vezes quando vão denunciar são vitimas de piadinhas e indiretas, o acolhimento a essas vítimas é extremamente importante, afinal tudo foi arrancado delas, tudo que se quer nesse momento é atenção, apoio, abrigo e não julgamentos. Atitudes inadequadas nesse processo contribuem para que a vítima desista de denunciar seus agressores. Portanto é preciso instituições e profissionais preparados para fazer esse acompanhamento principalmente nesse primeiro momento.

Infelizmente nem todos os casos são denunciados, existem vítimas que sofrem caladas e esse calar é algo ainda mais grave, onde se tenta omitir a dor, fingir que nada aconteceu como se fosse algo normal e não é. A dor interna só aumenta afetando a autoestima e desencadeando vários problemas principalmente no relacionamento íntimo. Essa invasão, agressão, violência é tão devastadora que pode levar a vítima ao suicídio. Muitas vezes a vítima se sente culpada, se considera “impura” ou “indigna” por pensar que de algum jeito ela colaborou com o ocorrido. O fato é que nenhuma mulher merece ser estuprada, chega de tanta violência principalmente com crianças e adolescentes.

O fato é que não se pode fechar os olhos e fingir que nada aconteceu! É preciso denunciar sim, se você esta sofrendo com isso procure ajuda, converse com alguém, Denuncie!!! Ressalto ainda a importância do atendimento multidisciplinar a mulheres vítimas de violência sexual e a necessidade de que um número maior de instituições se estruture para facilitar o atendimento a esta população que precisa desse acolhimento, que precisa ser poupada de exposição ou criticas de pessoas que desconhece o contexto na qual estão inseridas. A cada relato que a vítima faz sobre o ocorrido, traz lembranças dolorosas que causa imensa dor e vergonha. É preciso respeitar a dor do outro sem julgamentos!

Quero deixar aqui meu apoio a todas as pessoas vítimas de violência! E gostaria de um basta! Que as crianças não sejam mais vítimas de tamanha crueldade. Infelizmente esse episódio na maioria das vezes acontece por pessoas próximas da criança.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  •  Não se cale denuncie, procure ajuda;
  •  Conheça as pessoas com quem seu filho se relaciona;
  •  Não marque encontros com estranhos;
  •  Evite grandes exposições nas redes sociais;
  •  Em festas não receba bebidas de estranhos;
  •  Não confie demais;
  •  Se perceber que alguém esta sofrendo algum tipo de violência denuncie;
  •  Oriente seu filho. A criança deve saber que seu corpo não pode ser tocado por ninguém, você deve tentar explicar a diferença que existe entre uma expressão de carícia e uma expressão sexual;
  •  Deixe claro que se alguém quebra as regras sobre privacidade do corpo, a criança precisa avisar a você porque isso não é permitido.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

http://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

http://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

Deixe uma resposta