psicologia

Entrevista: CRIATIVIDADE

Entrevista para o programa Estilo de Vida na TV Amazonsat

Nessa entrevista são abordados os principais pontos para que a pessoa possa desenvolver e colocar em prática a sua CRIATIVIDADE.

Gostou dessa entrevista ?

Deixe o seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais no site, nas entrevistas para televisão, rádio, assim como, para a minha coluna semanal ( De Bem Com a Vida ) no Jornal do Commércio.

Atenciosamente

Dilza Santos

 

VIOLÊNCIA SEXUAL: INÚMEROS DANOS!

Infelizmente a violência sexual tem ganhado espaço na mídia constantemente e as estatísticas aumentam a cada dia, muitas vítimas quebram o silêncio e relatam o momento traumático que viveram, uma ferida que pode ser aberta a qualquer momento quando tratada erroneamente. É triste saber que a cada 11 minutos uma mulher é violentada no Brasil e 70% dos estupros são cometidos por parentes ou pessoas próximas da vítima.

O que nos causa espanto é que fatos como estes são frequentes, principalmente com crianças e adolescentes, nem mesmo os homens escapam de tal violência que traz graves consequências e danos. As vítimas de violência sexual ficam envergonhadas, com medo e tem dificuldade de denunciar e pedir ajuda.

É fundamental levar em consideração que elas sofreram um trauma emocional e físico muito grande e na maioria das vezes quando vão denunciar são vitimas de piadinhas e indiretas, o acolhimento a essas vítimas é extremamente importante, afinal tudo foi arrancado delas, tudo que se quer nesse momento é atenção, apoio, abrigo e não julgamentos. Atitudes inadequadas nesse processo contribuem para que a vítima desista de denunciar seus agressores. Portanto é preciso instituições e profissionais preparados para fazer esse acompanhamento principalmente nesse primeiro momento.

Infelizmente nem todos os casos são denunciados, existem vítimas que sofrem caladas e esse calar é algo ainda mais grave, onde se tenta omitir a dor, fingir que nada aconteceu como se fosse algo normal e não é. A dor interna só aumenta afetando a autoestima e desencadeando vários problemas principalmente no relacionamento íntimo. Essa invasão, agressão, violência é tão devastadora que pode levar a vítima ao suicídio. Muitas vezes a vítima se sente culpada, se considera “impura” ou “indigna” por pensar que de algum jeito ela colaborou com o ocorrido. O fato é que nenhuma mulher merece ser estuprada, chega de tanta violência principalmente com crianças e adolescentes.

O fato é que não se pode fechar os olhos e fingir que nada aconteceu! É preciso denunciar sim, se você esta sofrendo com isso procure ajuda, converse com alguém, Denuncie!!! Ressalto ainda a importância do atendimento multidisciplinar a mulheres vítimas de violência sexual e a necessidade de que um número maior de instituições se estruture para facilitar o atendimento a esta população que precisa desse acolhimento, que precisa ser poupada de exposição ou criticas de pessoas que desconhece o contexto na qual estão inseridas. A cada relato que a vítima faz sobre o ocorrido, traz lembranças dolorosas que causa imensa dor e vergonha. É preciso respeitar a dor do outro sem julgamentos!

Quero deixar aqui meu apoio a todas as pessoas vítimas de violência! E gostaria de um basta! Que as crianças não sejam mais vítimas de tamanha crueldade. Infelizmente esse episódio na maioria das vezes acontece por pessoas próximas da criança.

DICAS DE BEM COM A VIDA

  •  Não se cale denuncie, procure ajuda;
  •  Conheça as pessoas com quem seu filho se relaciona;
  •  Não marque encontros com estranhos;
  •  Evite grandes exposições nas redes sociais;
  •  Em festas não receba bebidas de estranhos;
  •  Não confie demais;
  •  Se perceber que alguém esta sofrendo algum tipo de violência denuncie;
  •  Oriente seu filho. A criança deve saber que seu corpo não pode ser tocado por ninguém, você deve tentar explicar a diferença que existe entre uma expressão de carícia e uma expressão sexual;
  •  Deixe claro que se alguém quebra as regras sobre privacidade do corpo, a criança precisa avisar a você porque isso não é permitido.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

https://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

https://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

A CRISE E SEUS EFEITOS PSICOLÓGICOS

Clique aqui e confira a matéria diagramada.

Atualmente vivemos em uma atmosfera pesada, coberta de dúvidas e incertezas, onde a insegurança aumenta a cada segundo, inúmeras pessoas perdendo seus empregos e o medo toma conta daqueles que sentem-se ameaçados profissionalmente. A crise financeira é uma porta aberta para outras crises, infelizmente o medo de não ser capaz de sustentar suas necessidades básicas, a ameaça de não ter o mesmo padrão de vida contribui para o desequilíbrio emocional, afeta a autoestima, as relações interpessoais e o mais preocupante pode levar a depressão.

Infelizmente essa instabilidade contribui para o adoecimento do indivíduo com o aumento da ansiedade, estresse, insônia, transtornos alimentares, uso de álcool ou até o suicídio. É importante frisar que cada indivíduo vivência esse momento de instabilidade de acordo com sua estrutura psicológica. Pessoas negativas, com autoestima baixa, que já passaram por uma crise emocional recente, estão mais vulneráveis.

Recentemente conversei com um grupo de pessoas em uma determina empresa onde estão vivenciando um clima instável, acorda-se todos os dias com aquela sensação que “será que é hoje”. E pergunto: Será que essas pessoas estão produzindo bem? Será que aqueles que estão manuseando máquinas pesadas estão com a atenção necessária? Percebo que o risco de um acidente de trabalho neste clima não é difícil, afinal a atenção esta comprometida, a ansiedade esta acima do esperado.

O cenário é preocupante, vive-se uma crise em todos os aspectos, percebe-se as pessoas sem um norte, sem um projeto, o medo de ficar sem sua identidade profissional afeta diretamente o psiquismo e tem grande  chance de contaminação. É fato que o país esta passando por um momento delicado, mas o desespero não ajudará em nada é importante manter em mente que as crises, embora dolorosas, permitem renovação, ou seja, o ser humano tem uma capacidade imensa de se reinventar, o psiquismo criativo acaba sempre se adaptando a novos desafios e na maioria das vezes não se percebe isso.

Uma análise feita pela Organização Mundial de Saúde a respeito do impacto da crise européia sobre a saúde mental apontou que medidas sociais também são importantes para amenizar os danos emocionais. Entre elas estão à instalação de programas de assistência a desempregados, de apoio às famílias com portadores de ansiedade e depressão e serviços que ajudem na renegociação de dívidas. Além disso, a entidade sugere o aumento no preço das bebidas alcoólicas.

Para algumas pessoas pode parecer exagero, mas para quem esta sofrendo com o dia seguinte, com a falta de perspectiva, afetando a relação familiar, as relações no ambiente de trabalho, muitas vezes esse indivíduo vivendo sob pressão se torna agressivo com as pessoas que ele mais ama, mesmo sem querer fere quem mais ama. Portanto procurar ajuda médica é importante, a manutenção da saúde emocional contribui para o não adoecimento e evita esses conflitos que trazem angustia a todos, desarmonizando não só o paciente, mas a vida de todos que convivem com o mesmo.

Não tenha vergonha ou medo, procure um psicólogo, procure ajuda! 

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Invista em seu potencial;
  • Pensamento positivo sempre;
  • Crie um plano B;
  • Aprenda a ver o lado bom da vida;
  • Faca um bom networking;
  • Não pense na crise, faça dela um período de oportunidades;
  • Resgate sua autoestima;
  • A pratica da Meditação e/ou Yoga ajudam no controle da ansiedade e do estresse;
  • Não crie pânico;
  • Reinventar-se não é uma má ideia;
  • Livre-se das dívidas;
  • Seja feliz sem ferir o outro.

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

https://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

https://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa entrevista ?
Deixe o seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais no site e também nas entrevistas para televisão, rádio, assim como, para a minha coluna semanal ( De bem com a vida ) no Jornal do Commércio.

Atenciosamente

Dilza Santos

ENTREVISTA: DEPRESSÃO GRAVE PODE LEVAR AO SUICÍDIO

Entrevista para o programa Consultório da Família na rádio Amazonas FM

Nessa entrevista são abordas os impactos da depressão na saúde das pessoas e a importância do tratamento com especialistas.

Ouça o programa na íntegra. Continue lendo “ENTREVISTA: DEPRESSÃO GRAVE PODE LEVAR AO SUICÍDIO”

AS CONSEQUÊNCIAS DO “NUDES”

Tenho observado o numero crescente de pessoas adeptas ao nudes! Principalmente jovens! Mas será que as pessoas têm noção do quanto isso é perigoso?  Será que esses jovens estão sendo orientados sobre os malefícios desta pratica? Essa nova forma de expressar a sexualidade faz parte de um dos muitos jogos sexuais que os jovens têm adotado para se destacarem.

Esse exibicionismo pode ter um preço alto, onde a alegria e a tristeza estão muito próximas. O mundo virtual ajuda cada vez mais a criar fantasias e a supervalorização do “EU” é tanta que faltam

Nem sempre quem recebe o nudes esta com boas intenções, a maior preocupação relacionada a essa prática de compartilhamento é que, uma vez on-line, perde-se completamente o controle da foto ou do vídeo íntimo publicado. Portanto cuidado! É o seu corpo, sua imagem, que poderá ser visualizada por inúmeras pessoas se cair em mãos erradas.

Destaco que esses compartilhamentos indevidos de fotos íntimas podem levar o indivíduo ao adoecimento como depressão e até mesmo o suicídio. Essa exposição costuma acontecer com frequência entre os jovens, principalmente no inicio da sexualidade sem pensar nas consequências. Reforço que os impactos psicológicos neste contexto podem ser irreparáveis

Nudes e sexting – Nudes não vem do português “nudez”, vem do inglês NUDE, que significa nu, despido… só que colocaram a expressão misturada com o português, algo comum na internet. Sexting – é a prática de enviar mensagens eróticas, fotos eróticas ou vídeos sexualmente explícitos pelo celular, o compartilhamento de fotos íntimas em sites e aplicativos de smartphones. A palavra sexting é originada da união de duas palavras em inglês: sex (sexo) + texting (envio de mensagens).

O número de vítimas de “nude selfie” e “sexting”, em relação aos compartilhamentos de fotos íntimas em sites e aplicativos de smartphone, como o WhatsApp, mais que dobrou nos últimos dois anos no país. Os dados são de um levantamento inédito feito pela ONG Safernet Brasil, entidade que monitora crimes e violações dos direitos humanos na internet, em parceria com a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público (MP).

Vale lembrar que a divulgação de imagens eróticas, vídeos eróticos sem consentimento do dono pode ser interpretada como crime pela Justiça de acordo com várias leis. O ato pode ser classificado como difamação ou injúria, segundo os artigos 139 e 140 do Código Penal.

Quando envolvem adolescentes então, o crime é grave e prevê pena de 3 a 6 anos de reclusão e multa para publicação de materiais que contenham cenas com menores de 18 anos, segundo o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente.

As pessoas precisam entender que este tipo de exposição feito por artistas é bem calculado e na maioria das vezes vira uma ação bem-sucedida. Mas com uma pessoa comum, o mesmo não acontecerá. Haverá julgamentos. Fica a dica!

DICAS DE BEM COM A VIDA

  • Não se deixe levar por pressões para produzir ou publicar imagens sensuais;
  • O efeito on-line pode ter sérias consequências fora da rede, reflita!
  • Pais: Alertem seus filhos aos perigos da internet;
  • Proteja-se na internet e fora dela;
  • Converse sobre isso com alguém de sua confiança;
  • Cuidado para não ser mais uma vitima da internet;
  • Não ceda as chantagens emocionais, se seu parceiro realmente lhe ama como diz, ele vai respeitar sua escolha;
  • Cuidado ao se fotografar nu ou nua;
  • Caso esteja passando por essa pressão ou isso esta lhe trazendo problemas procure ajuda!

Click aqui para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

https://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click aqui para conhecer nossos serviços:

https://www.dilzasantos.com.br

Gostou dessa matéria ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

ENTREVISTA: DIA DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Entrevista para o programa Meio dia em Revista na TV Cultura

Dia 25 de novembro: Dia de enfrentamento à violência contra a mulher.

O Meio Dia em Revista recebe três grandes mulheres engajadas nessa causa: a delegada Ana Oliveira, a psicóloga Dilza Santos e a atriz Rosa Malagueta.

Gostou dessa entrevista ?

Deixe o seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais no site, nas entrevistas para televisão, rádio, assim como, para a minha coluna semanal ( De Bem Com a Vida ) no Jornal do Commércio.

Atenciosamente

Dilza Santos

TORTURA PSICOLÓGICA

Você tem boas lembranças da sua infância? Lembra da sua escola com carinho? Conversando com alguns colegas, percebo como alguns procuram esquecer essa fase, talvez por ter sido traumática. Infelizmente a escola pode ser um ambiente de grande acumulo de traumas, onde esses traumas podem se manifestar com grande intensidade na fase adulta.

Alguns relatam que viveram a dolorosa experiência da exclusão do grupo, xingamentos e até a velha marcação de um professor. Infelizmente a tortura psicológica não é só na escola, ela acontece no relacionamento afetivo, no trabalho, no ciclo familiar, nas redes sociais, é algo tão presente que as vezes não se percebe o quanto faz mal. Essas agressões com o tempo podem causar baixa autoestima e algumas patologias como a depressão.

Mas o que é Tortura Psicológica? Qualquer tipo de sofrimento mental, seja ele causado por desequilíbrio emocional, que é a raiz do problema, mas também por fatores externos como ofensas, humilhações, xingamentos, entre outros, que podem traumatizar e causar angústia e sofrimento, e em diversos casos perduram por anos deixando às vezes sequelas irreversíveis. A vítima da tortura psicológica tem grande chance de desenvolver distúrbios psicológicos como a depressão, estresse pós-traumático, crises de ansiedade, fobias, síndrome do pânico, entre outras doenças psíquicas.

É um problema grave onde na maioria das vezes essa tortura é pior do que a agressão física, e o quadro fica mais sério quando os dois tipos de violência estão presente (agressão física e psicológica). Algumas pesquisas apontam que o maior índice de sofrimento de violência psicológica é com as crianças e esses traumas emocionais geram vários complexos.

Conheci um colega que dizia sempre “eu nunca vou ter filhos” e um dia conversando sobre sua família relatou: “Meu pai nunca foi carinhoso comigo, dizia que eu era inútil, não servia pra nada, que eu era uma semente ruim, que não deveria ter nascido”. Imagine uma criança ouvindo isso! Traumático e triste! Infelizmente esse colega, nunca casou e nunca teve filhos. É fato que essa vivência deixou sequelas.

Costumo dizer que nosso maior desafio é lidar com nossos monstros internos. Observo que ainda sofremos pelos mesmos motivos pelos quais sofríamos na infância. Ainda hoje chora-se por ter vivido uma infância difícil, por ter um pai violento, crítico ou ausente. Também porque não se reconhecidos, elogiados e amados pela mãe. E quando estão no ambiente de trabalho essas agressões psicológicas se repetem, onde muitas vezes o indivíduo e excluído do ambiente de trabalho ou ele mesmo se exclui por não saber como lidar com esses monstros que o torturam diariamente. Quem sofre de violência psicológica cala-se ou sente um grande desconforto em falar do assunto.

É preciso tratar nossas feridas para que possamos sobreviver aos desafios diários da vida. Essa fragilidade pode ser usada contra nós. Porque se o agressor percebe isso ele deita e rola, e usa esse tipo de tortura para conseguir determinado objetivo, seja ele uma confissão, declaração ou informação da vítima, mas em alguns casos é feito pelo simples prazer de ver o sofrimento da vítima.

É extremamente importante cuidar com amor, atenção e carinho da criança que um dia fomos e que, de certa forma, continuaremos a ser até o fim de nossas vidas. Para quem sabe assim conseguirmos lidar com os desafios diários. Pessoas que sofrem a tortura psicológica muitas vezes precisam de tratamento para poder superar o trauma. Caso não seja tratado de forma adequada, pode levar ao suicídio ou afastamento da sociedade. Procure um Especialista!!

Dicas De Bem Com a Vida

  • Se ame;
  • Pense positivo;
  • Acredite sempre existe uma saída;
  • Procure orientação de um especialista caso perceba que seu filho tem buscado o isolamento;
  • Dê ouvidos ao que te faz bem ouvir;
  • Afaste-se de pessoas negativas;
  • Acredite no seu potencial e supere as dificuldades;
  • Faca planos e entre em ação;
  • Seja feliz!
  • Se esta vivenciando algum tipo de violência, seja ela física ou psicológica procure ajuda!

Click no link abaixo para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

https://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click no link abaixo para conhecer nossos serviços:

https://www.dilzasantos.com.br

Gostou desse artigo ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

QUANDO O MEDO DE ENVELHECER PODE SER UM PROBLEMA

Vivemos em uma sociedade onde as pessoas tem se preocupado mais com sua aparência física, essa é uma preocupação que existe desde a idade antiga, onde óleos aromáticos, banhos com ervas, massagens para o corpo, eram utilizados, acreditando que a pele ficaria mais jovem, havia todo um ritual estético e mesmo com o passar dos anos, isso continua. Atualmente equipamentos modernos, de ultima geração ganham espaço nas clinicas de estética. Sendo um mercado em constante crescimento.

É comum cuidar da pele, do cabelo, das rugas, vestir-se bem, mas precisamos analisar até que ponto isso esta sendo encarado de forma natural.

E envelhecer!! Você já parou pra pensar nesse processo? Sentiu medo? Do que você tem medo? Como encarar esse processo de forma saudável? Enfim, com certeza você já fez uma dessas perguntas pra si mesmo! Afinal envelhecer é um processo inevitável, nascemos, crescemos, vamos adquirindo experiências, conhecimento e com o passar dos anos o nosso corpo vai sofrendo varias modificações, é natural, faz parte do ciclo vital.

Porém existem pessoas que adquirem um medo irracional de envelhecer conhecidos como gerascofóbicos. Uma pessoa com essa fobia não consegue vivenciar esse ciclo de forma natural, é extremamente perturbador, acompanhada de uma grande ansiedade, medo, angustia e pensamentos negativos. E o que era pra ser vivido de forma natural torna-se um pânico. Afeta homens e mulheres acima de 40 anos. E essa estreita relação entre a fobia, medo e a negação e o que caracteriza a gerascofobia.

O sentimento de negação é uma característica muito comum nestes casos, o indivíduo nunca diz a idade real, tem pavor de ser chamado de tio ou vô, e costuma se relacionar sempre com pessoas mais jovens, muitas vezes adquirindo um comportamento adolescente, como não podem parar o relógio, vivem enganando-se a fim de reduzir suas angustias e ansiedades.

É um problema que afeta o convívio social, familiar e profissional e precisa ser encarado com seriedade, onde é necessário acompanhamento psicológico ou psiquiátrico dependendo do estágio.

Seguem alguns sintomas:

  • Depressão
  • Ataques de pânico
  • Estagnação Pessoal
  • Obsessões
  • Tremores
  • Taquicardia
  • Falta de ar

É fundamental a família ou pessoas próxima aos gerascofóbicos ficarem atentos a alguns desses sintomas, para reforçar a busca por um especialista. Porque o indivíduo esta fora de sua realidade, e não percebe o quanto isso esta afetando sua vida social, familiar, profissional e afetiva. E em alguns casos, percebe-se compras abusivas de objetos que não combinam com a fase em que se encontram, chegando a ser criticado por este comportamento. Caracterizado como  “comportamento adolescente”.

 Dicas de Bem Com a Vida

  • – Dê mais vida aos anos e não anos a vida;
  • – Encare a melhor idade como a riqueza de conhecimento;
  • – Pratique atividades geradoras de satisfação;
  • – Tenha uma boa alimentação;
  • – Encare envelhecer como parte do processo de vida, não a evite;
  • – Participe de grupos para compartilhar experiências e rir bastante;
  • – Observe como você pode contribuir positivamente as gerações mais jovens;
  • – Faça viagens com grupos da mesma idade que você, para a troca de experiências.
  • – Leia bons livros;
  • – Evite o isolamento, contato virtual;
  • – Converse com as pessoas pessoalmente;

E lembre-se viver essa fase é um privilégio!

 

Click no link abaixo para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

https://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click no link abaixo para conhecer nossos serviços:

https://www.dilzasantos.com.br

Gostou desse artigo ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos

ONIOMANIA – QUANDO O PRAZER DE COMPRAR VIRA VÍCIO

Para muitas pessoas fazer compras e uma atividade muito prazerosa, outros consideram uma terapia, mas você sabia que esse ato, quando realizado de forma descontrolada pode fazer com que esse prazer vire um vício?

O cenário da nossa economia não é um dos melhores, mas mesmo assim existem pessoas que estão fora dessa realidade. E por outro lado percebe-se que as pessoas estão mais estressadas, ansiosas e a depressão tem ganhado destaque na mídia, mas o que isso tem haver com o prazer virar vício?

Tem tudo haver, fatores psicológicos e emocionais quando não estão bem organizados podem adoecer o indivíduo, e coisas simples, prazerosa como o ato de comprar pode virar doença. Estamos falando de um transtorno chamado Oniomania, que popularmente é conhecida como Compulsão por compras, O transtorno, caracterizado pelo descontrole dos impulsos, atinge cerca de 3% da população. Os oniomaníacos também conhecidos como shopaholics ou consumidores compulsivos, frequentemente não conseguem resistir à tentação de comprar. Chegam a não pagar contas essenciais para gastar com supérfluos. A gratificação e a satisfação obtidas através da compra não os permitem avaliar a possibilidade de futuros prejuízos, esse ato de comprar adquire um caráter de urgência para aliviar um mal-estar interno.

E isso com o passar do tempo, promove uma verdadeira destruição na vida do indivíduo e seus familiares. Para o consumidor compulsivo, o que lhe excita é o ato de comprar, e não o objeto comprado. Onde a pessoa “tem vontade de adquirir, mas não de ter”.

A Oniomania (ou compulsão por compras) vem sendo estudada desde 1915, mas só passou a ser conhecida mundialmente a partir de 1990, quando uma serie de casos surgiu.

O diagnóstico é demorado pois assim como todo dependente, os consumidores compulsivos demoram a admitir seu vício. A cultura consumista esta tão enraizada no cotidiano das pessoas que não se percebe refém dela, e fazer compras é uma atitude bem vista e até incentivada pela sociedade.

O oniomaníaco sente a necessidade de preencher esse vazio que toma conta dele, mas é claro que existe um problema maior que precisa ser investigado, porque essa angustia aumenta a cada dia e esse vazio é contínuo. É importante clarificar que existem coisas que jamais podem ser compradas como por exemplo: Autoestima, felicidade e a paz de espírito não tem preço.  

Esse transtorno atinge mais as mulheres do que os homens, crianças também podem adquirir traços de um comprador compulsivo, é importante antes de qualquer diagnóstico avaliar em que contexto essa criança esta inserida, como é o comportamento dos pais nesse mundo consumista, qual o papel do dinheiro nessa família, limites e saber dizer não é fundamental nesse processo.

Empresas já estão preocupadas com esse problema, recentemente ministrei uma palestra em uma empresa do PIM, onde havia extrema preocupação com o comportamento consumista de alguns colaboradores, já que isto, estava refletindo no trabalho, nas relações interpessoais com a equipe e líderes. É importante as empresas terem essa visão, afinal as máquinas precisam de humanos para funcionar.

É preciso ter em mente que um shopaholic ou oniomaníaco não é um indivíduo com falta de caráter ou pouca vergonha na cara, como alguns pensam. É alguém com sofrimento profundo, clamando por socorro inconscientemente e precisa de ajuda.

O papel da família é extremamente importante, na maioria das vezes são eles que percebem que tem algo errado, onde presenciam o aumento de cobranças e perdas materiais do comprador compulsivo, percebem que o mesmo esta incapaz de administrar sua vida financeira e procuram ajuda. E no consultório a queixa é a mesma, Compulsão por Compras, não sabe como parar!

Consumir para viver é preciso, mas viver para consumir pode ser doença!!! Muito cuidado com o desejo incontrolável de consumir…. Não seja vitima de suas compras!!!!

Mas do que um prejuízos financeiros, comprar demais pode ser um sinal de alerta! Procurar um consultor, um especialista da área financeira é importante para ajudar a planejar melhor seu orçamento. E o acompanhamento psicológico é fundamental.

Dicas De Bem Com a Vida

  • Antes de abrir a carteira pergunte eu estou mesmo precisando disso?
  • Se for a centros comerciais, não leve cartões de credito ou cheque;
  • Em suas compras evite os parcelamentos;
  • Seja sincero com você mesmo;
  • Dê prioridade a suas necessidades básicas, não há supérfluos;
  • Preste atenção no que você esta gastando;
  • Evite empréstimos;
  • Como pais, monitore os gastos do seu filho;
  • Evite canais de TV de vendas ou Sites;
  • Saiba dizer não para seu filho;
  • Evite ter vários cartões de crédito;
  • Resista as ofertas elas podem ser uma armadilha;
  • Cuidado!!! De um comprador compulsivo, você pode virar um devedor compulsivo;
  • Peça ajuda.

Click no link abaixo para ler mais artigos sobre Qualidade de Vida e Bem Estar:

https://www.dilzasantos.com.br/noticias-e-publicacoes/

Click no link abaixo para conhecer nossos serviços:

https://www.dilzasantos.com.br

Gostou desse artigo ?

Deixe ou seu comentário, gostaríamos também de receber sugestões de assuntos que vocês gostariam de ver nas nossas publicações semanais.

Atenciosamente.

Dilza Santos